Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Putin promete novo acordo de gás "aceitável" para Belgrado

O Presidente Vladimir Putin prometeu hoje ao seu homólogo sérvio, Aleksandar Vucic, que o novo contrato de fornecimento de gás russo à Sérvia, que deverá entrar em vigor a partir de 2022, será "sem dúvida aceitável" para Belgrado.

Putin promete novo acordo de gás "aceitável" para Belgrado
Notícias ao Minuto

16:11 - 25/11/21 por Lusa

Mundo Aleksandar Vucic

"Penso que chegaremos a acordo (...) e em qualquer caso abordaremos uma solução que seja sem dúvida aceitável para os nossos amigos sérvios", afirmou o Presidente da Rússia ao receber no Kremlin o Presidente sérvio.

Por sua vez, Vucic considerou que "o tema do fornecimento de gás é muito importante" para Belgrado e recordou a construção conjunta do gasoduto que se prolonga desde a fronteira da Moldávia até à fronteira húngara, um projeto que garantirá o abastecimento da Sérvia.

Com esta visita de Vucic a Moscovo, a décima nona nos últimos sete anos, o líder de Belgrado pretende garantir um novo contrato que mantenha os termos em vigor, quando se aproximam as eleições presidenciais e legislativas, entre março e abril de 2022.

Segundo o Dário russo Kommersant, Belgrado paga atualmente 270 dólares (240 euros) por cada mil metros cúbicos de gás, numa altura em que os preços deste combustível na Europa superaram os 1.000 dólares (891 euros).

Ao fornecer o seu apoio à Sérvia, um país decisivo para a estabilidade na região dos Balcãs, Putin destacou que as relações entre os dois países são intensas, apesar da situação epidemiológica motivada pela pandemia do coronavírus.

A cooperação entre Moscovo e Belgrado não se limita à área económica, os dois países promovem regularmente manobras militares conjuntas e mantêm estreito contacto ao nível dos ministros da Defesa e do Estado-Maior militar.

Neste contexto, Putin voltou a reiterar o incondicional apoio de Moscovo a Belgrado nas suas tensões com o Kosovo, ao assinalar que a posição russa "é de princípio" e não depende de conjunturas políticas.

Leia Também: Moldávia negoceia com Gazprom acordo para evitar corte de gás no país

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório