Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

"Não deveria ter nascido". Jovem quer processar ginecologista da mãe

Jovem diz que falta de acompanhamento do médico fez com que a mãe não tomasse um suplemento essencial na gravidez.

"Não deveria ter nascido". Jovem quer processar ginecologista da mãe

Uma mulher quer processar o médico ginecologista da sua mãe por ter permitido que ela nascesse.

Evie Toombes, de Skegness, Inglaterra, nasceu com espinha bífida, uma malformação congénita relativamente comum caracterizada por um defeito no fechamento da coluna vertebral. A sua condição obriga-a muitas vezes a ter que passar dias ligada a tubos.

Apesar das dificuldades ligadas ao seu problema de saúde, Evie cresceu e tornou-se uma jovem bem sucedida, nomeadamente como atleta de hipismo. Contudo, alega que tudo poderia ser diferente caso a sua mãe tivesse sido melhor acompanhada.

Segundo Evie, se o médico tivesse aconselhado a sua mãe a tomar suplementos vitais durante a gravidez - como ácido fólico - isso teria reduzido o risco de esta nascer com esta anomalia.

A mãe, Caroline, afirma que chegou a falar com o seu médico, Philip Mitchell, sobre o assunto mas que este nunca a alertou convenientemente para a importância do suplemento.

A filha - que considera que "nunca devia ter nascido" - exige uma indemnização ao médico.

Já Philip Mitchell, que dava consultas na altura no Hawthorn Medical Practice, em Skegness, diz que é compreensivo com a situação mas nega as acusações que lhe foram feitas, considerando que deu conselhos razoáveis à sua utente.

Leia Também: "Não percebo a obsessão com o peso na gravidez", diz Sandra Silva

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório