Meteorologia

  • 26 JUNHO 2022
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 22º

Travessias ilegais das fronteiras da UE até outubro crescem quase 70%

O número de passagens ilegais nas fronteiras externas da União Europeia (UE) entre janeiro e outubro aumentou quase 70% para 160 mil face a 2020 e 45% quando comparado com 2019, de acordo com dados preliminares da Frontex.

Travessias ilegais das fronteiras da UE até outubro crescem quase 70%
Notícias ao Minuto

12:30 - 23/11/21 por Lusa

Mundo UE

Segundo os dados da Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas (Frontex), nos primeiros dez meses de 2021, a maior subida foi registada na fronteira terrestre oriental (na Polónia e nos países bálticos) com a Bielorrússia: 1444%, para as 8.000 passagens ilegais.

O pico de passagens ilegais na fronteira da UE com a Bielorrússia registou-se em julho (3.200), tendo recuado com o reforço das medidas de controlo até às 600 em outubro.

A rota dos Balcãs Ocidentais (que atravessa nomeadamente a Macedónia e a Sérvia e países da UE como a Croácia e a Eslovénia e por onde entram maioritariamente sírios, afegãos e ainda marroquinos) cresceu 140% face a 2020 e 810% na comparação com o ano anterior, para as 48.500 travessias irregulares.

A terceira maior subida registou-se, entre janeiro e outubro, na rota do Mediterrâneo Central (que sai da Tunísia, Argélia e da Líbia em direção a Itália e a Malta), para as 55 mil passagens, um acréscimo de 85% face a 2020 e de 186% em comparação com 2019.

A rota da África Ocidental (em direção ao arquipélago espanhol das Canárias) registou um aumento de 46% face a 2020 e de 1020% em comparação com 2019, para um total de 16.710.

Já a rota do Mediterrâneo Ocidental (de Marrocos para Espanha) cresceu 14% e 23%, em relação a 2020 e a 2019, para as 16.390 travessias ilegais.

A única rota que, nos primeiros dez meses do ano, apresentou um recuo foi a do Mediterrâneo Oriental, da Turquia para a Grécia, menos 11% face a 2020 e menos 76% na comparação com 2019, para as 15.770 travessias irregulares.

Leia Também: Europa deve "proteger-se" do "risco terrorista" dos migrantes afegãos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório