Meteorologia

  • 11 AGOSTO 2022
Tempo
25º
MIN 19º MÁX 26º

Argentina doou a Moçambique 450 mil doses de AstraZeneca

A Argentina enviou hoje para Moçambique o primeiro lote de 450 mil doses da vacina AstraZeneca, no âmbito de uma doação que implica também assessoria logística e assistência técnica em aplicações.

Argentina doou a Moçambique 450 mil doses de AstraZeneca
Notícias ao Minuto

23:09 - 22/11/21 por Lusa

Mundo Covid-19

"Hoje parte o avião para Moçambique com 450 mil doses de AstraZeneca [produzidas na Argentina] e, através dos 'capacetes brancos' estamos também a dar assistência e em logística e em trabalho técnico", disse a ministra da Saúde da Argentina, Carla Vizzotti, durante conferência com a imprensa no aeroporto internacional de Ezeiza, em Buenos Aires.

"Capacetes Brancos" é o organismo da Chancelaria argentina, responsável pela assistência humanitária do país em cooperação com terceiros.

Ao lado de Vizzotti, o ministro das Relações Exteriores da Argentina, Santiago Cafiero, mostrou-se orgulhoso tanto da iniciativa quanto do fabrico na Argentina de vacinas que podem ajudar países com campanha de vacinação que requerem colaboração.

"Que nessas caixas diga 'produção argentina' e que esteja a nossa bandeira, orgulha-nos. Por trás dessas vacinas, há ciência, tecnologia, universidades públicas, desenvolvimento e o espírito solidário de um povo que entende que ninguém se salva dessa pandemia sozinho", destacou Cafiero.

Os dois ministros fizeram uma inspeção nas caixas com as bandeiras da Argentina e de Moçambique e com a palavra "vacina" em português, em espanhol e em inglês já que a Argentina está a doar doses para outros países.

Entre os países beneficiados com as primeiras doações estão, além de Moçambique, o Vietname (500 mil doses) e a Organização dos Estados das Caraíbas Orientais com Santa Lucia (18 mil), Granada (11 mil), São Vicente e Granadinas (11 mil) e Dominica (2 mil) num total de 992 mil doses.

Em breve, um lote de 350 mil doses será doado a Angola, mas ainda não há data para o envio. Essa segunda remessa incluirá, além de Angola, Barbados, Nicarágua, Quênia e Filipinas, países que expressaram interesse em receber doações de vacinas.

"Meses atrás, a Argentina recebia vacinas doadas, mas agora tem stock suficiente para se somar a este sistema solidário que permite doar doses a outras nações em situação de maior dificuldade para conseguir imunizantes para proteger a sua população", destacou a ministra Vizzotti.

A Argentina recebeu neste ano 7 milhões de doses em doações.

"Em menos de um ano, em 24 de dezembro passado, recebíamos as primeiras doses. Hoje, 22 de novembro, estamos a doar", comparou, sublinhando o "ciclo de reciprocidade e solidariedade".

Perante a crítica interna de que a Argentina está a doar vacinas quando ainda não terminou de vacinar a sua própria população, a ministra da Saúde procurou tranquilizar, enfatizando que "a Argentina tem stock suficiente para completar a vacinação e para ainda dar uma terceira dose a 100% da população".

"Toda a população argentina, a partir dos seis meses de idade, receberá um reforço", garantiu Carla Vizzotti.

"Entre os países do G20, a Argentina é o quarto país na cobertura de vacinação", afirmou o chanceler Santiago Cafiero.

Atualmente, com 45 milhões de habitantes, 80% dos argentinos estão vacinados com uma dose e 61% com o esquema completo.

Desde o início da campanha de vacinação na Argentina, em 29 de dezembro, o país recebeu ou fabricou 91,940 milhões de doses. De AstraZeneca, como as que envia agora a Moçambique, a Argentina recebeu ou produziu 25,188 milhões de doses.

Leia Também: Dois mortos e 35 casos na última semana em Moçambique

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório