Meteorologia

  • 23 MAIO 2022
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 22º

Número de refugiados no Uganda após ataque na RDCongo sobe para 5 mil

Pelo menos 5 mil pessoas refugiaram-se hoje no Uganda na sequência do ataque na noite de domingo para hoje por homens armados a quatro localidades na província de Kivu Norte, leste da RDCongo, anunciaram fontes oficial e humanitária.

Número de refugiados no Uganda após ataque na RDCongo sobe para 5 mil
Notícias ao Minuto

19:02 - 08/11/21 por Lusa

Mundo Uganda

Os ataques ocorreram na zona de Bunagana, um importante posto aduaneiro a 80 quilómetros de Goma, capital provincial de Kivu Norte e nesta área situa-se uma base de paramilitares responsáveis da proteção do parque nacional de Virunga, que ficou sob controlo dos atacantes.

Hoje à tarde, as autoridades locais no distrito de Kisoro, do lado do Uganda, disseram que pelo menos 5.000 pessoas se refugiaram lá.

"Os refugiados chegaram em grande número, que calculamos serem 5.000, e outros encontram-se a caminho, escreveu Rukundo Manasseh, presidente do comité de gestão de desastres de Kisoro, numa carta dirigida às autoridades locais e a que a agência AFP teve acesso.

"A área está sobrecarregada por esses refugiados", acrescenta o dirigente, que descreve a situação como "muito alarmante".

Segundo Kukundo Manasseh, a maior parte dos refugiados são idosos, mulheres e crianças, sem acesso a água potável ou a abrigos.

Primrose Natukunda, diretora da Cruz Vermelha de Kisoro, citada pela AFP, disse que o número de refugiados deverá ser maior porque, acrescentou, nem todos passaram pelo posto fronteiriço de Bunagana.

Os ataques, conduzidos por homens fortemente armados, iniciaram-se pelas 22:00 locais (às 20:00 em Lisboa), disse à AFP fonte militar da RDCongo, que acrescentou terem sido ouvidas detonações de armas pesadas e ligeiras, que se prolongaram até às primeiras horas de hoje e que levaram os habitantes locais a fugir, deixando Bunagana praticamente vazia, segundo testemunhos feitos à AFP.

As províncias de Kivu Norte e a vizinha Ituri encontram-se sob estado de sítio e administração militar desde o passado dia 06 de maio como resposta à violência crescente no leste do país.

A notícia do ataque foi feita hoje em Kinshasa pelo ministro da Comunicação e Media, Patrick Muyaya, que não identificou os atacantes.

"Várias posições das Forças Armadas da República Democrática do Congo (RDCongo) foram atacadas durante a noite de domingo para segunda-feira numa zona estratégica da fronteira com o Uganda", afirmou o governante.

O leste da RDCongo é cenário há mais de 20 anos de um conflito alimentado por milícias rebeldes e ataques do exército governamental, apesar da presença da missão de paz da ONU (MONUSCO), que mantém cerca de 14 mil "capacetes azuis" na região.

A falta de alternativas e garantias de estabilidade e subsistência levaram milhares de cidadãos da RDCongo a pegar em armas e, segundo a ferramenta de acompanhamento da segurança Kivu Security Tracker, a região é agora campo de batalha de pelo menos 122 grupos rebeldes.

Leia Também: Ataque a quatro localidades na RDCongo leva a êxodo de centenas

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório