Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2021
Tempo
17º
MIN 11º MÁX 17º

Edição

Teerão aceita recomeçar negociações em Viena em novembro

O Irão está pronto para retomar as negociações sobre o seu programa nuclear em Viena em novembro, anunciou o vice-ministro iraniano encarregado do dossiê Ali Bagheri, após um encontro em Bruxelas com o negociador europeu Enrique Mora.

Teerão aceita recomeçar negociações em Viena em novembro
Notícias ao Minuto

18:04 - 27/10/21 por Lusa

Mundo Nuclear

"Tive uma conversa séria e construtiva com Enrique Mora sobre os fundamentos de uma negociação bem-sucedida. Concordámos iniciar as negociações antes do final de novembro. A data exata será anunciada na próxima semana", indicou Bagueri através da rede social Twitter.

"Não há nada a anunciar no momento" do nosso lado, disse uma fonte europeia após a reunião.

Os iranianos tinham pedido um encontro com Enrique Mora para "discutir questões que ficaram em suspenso" após conversas com o negociador europeu a 14 de outubro em Teerão.

A União Europeia e os Estados Unidos têm insistido no recomeço das negociações iniciadas em Viena em abril para salvar o acordo nuclear de 2015 e que estão suspensas desde junho, quando foi eleito o novo Presidente da República Islâmica, o ultraconservador Ebrahim Raissi.

Washington avisou mesmo estar pronto para tomar "outras medidas", numa alusão à opção militar, se a diplomacia fracassar.

O Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), assinado entre o Irão e os 5+1 (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança -- Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China -- mais a Alemanha), oferecia à República Islâmica o levantamento de parte das sanções internacionais em troca de uma redução drástica do seu programa nuclear colocado sob estrito controlo da ONU.

Mas após a retirada unilateral de Washington em 2018 e o restabelecimento de sanções, Teerão começou gradualmente a desrespeitar a maioria dos seus compromissos.

As recentes negociações -- entre os signatários do JCPOA e nas quais os Estados Unidos participam indiretamente - visam salvar o pacto internacional através do regresso ao acordo dos Estados Unidos e do Irão ao cumprimento das suas obrigações no mesmo.

Leia Também: Irão pede reconsideração dos acordos de normalização com Israel

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório