Meteorologia

  • 03 DEZEMBRO 2021
Tempo
11º
MIN 8º MÁX 16º

Edição

Violação em comboio. Passageiros não impediram nem chamaram a polícia

Caso aconteceu em Filadélfia, nos EUA. Durante 40 minutos, o homem apalpou a mulher, acabando por a violar quando esta o empurrou.

Violação em comboio. Passageiros não impediram nem chamaram a polícia

Uma mulher foi violada durante uma viagem de comboio, na noite da passada quarta-feira, em Filadélfia, nos EUA, em frente aos passageiros e estes nada fizeram, revelaram as autoridades norte-americanas ao jornal The New York Times.

De acordo com o porta-voz da Autoridade de Transportes do Sudeste da Pensilvânia, conhecida como SEPTA, o suspeito, identificado como Fiston Ngoy, sentou-se ao lado da vítima, por volta das 22h, num comboio que viajava em direção à 69th Street Transportation Center, e tentou tocar-lhe “algumas vezes”.

Durante cerca de 40 minutos, a mulher empurrou o agressor, de 35 anos, mas este acabou por agir com mais violência, “arrancando-lhe as roupas”, adiantou Andrew Bruch à mesma publicação.

Seguiram-se oito minutos de terror, durante os quais nenhum passageiro da carruagem chamou a polícia ou aproximou-se para parar o homem. A violação só terminou quando um funcionário da empresa de transportes entrou no comboio e viu o que estava a acontecer.

“Estou chocado com os passageiros que não fizeram nada para ajudar esta mulher. Deviam olhar-se ao espelho e perguntar porque não intervieram, porque não fizeram nada”, atirou Timothy Bernhardt, chefe da Polícia de Upper Darby Township.

Apesar de não revelar o número exato de pessoas presentes na carruagem no momento em que ocorreu o crime, Timothy garantiu à imprensa norte-americana, que eram em número suficiente para “juntos, fazerem algo”.

O polícia adiantou ainda que, apesar de não terem conseguido ainda confirmar, alguns passageiros terão filmado o momento. A confirmar-se esta informação, os mesmos poderão ser acusados criminalmente por terem registado o ataque, sem intervir.

Fiston Ngoy, que é sem-abrigo, já foi detido e acusado de violação, agressão sexual e agressão agravada, assim como de outros crimes. O homem aguarda agora julgamento em prisão preventiva na prisão de Delaware.

Leia Também: Ponte 25 de Abril: Intercetado homem que paralisou circulação de comboios

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório