Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

PR de Cabo Verde saúda "apetência" pelo cargo com recorde de candidatos

O Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, saudou a "apetência" pelo cargo na eleição presidencial de hoje, com um recorde de sete candidatos, e afirmou que o país vai dar mais um exemplo de "eleições livres e transparentes".

PR de Cabo Verde saúda "apetência" pelo cargo com recorde de candidatos

"Eu não tenho dúvidas nenhumas de que as eleições em Cabo Verde, de hoje inclusivamente, são sempre eleições livres e transparentes. Pode haver anomalias, pequenas anomalias, mas são fenómenos verdadeiramente marginais", afirmou Jorge Carlos Fonseca, aos jornalistas, após votar na cidade da Praia.

O chefe de Estado, que cumpre o segundo e último mandato no cargo, fez ainda um apelo: "Que o vencedor seja o vencedor digno, magnânimo, e que os vencidos também sejam dignos democratas e que respeitem a decisão legítima, a expressão da vontade popular dos cabo-verdianos".

Caso nenhum dos sete candidatos que se apresentam hoje a sufrágio - um recorde histórico - obtenha a maioria absoluta, os dois mais votados disputam uma segunda volta, já agendada para 31 de outubro.

Jorge Carlos Fonseca preferiu não fazer previsões sobre uma eventual nova votação dentro de 15 dias: "Não sei, vai depender dos cabo-verdianos. Vamos ter desta vez um número recorde de candidatos para Cabo Verde, parece que há alguma apetência para o exercício do cargo e felizmente que é assim, mas nunca se sabe".

"O que eu espero hoje é que, tratando-se de uma eleição com muitos candidatos, uma eleição competitiva, na minha maneira de ser é uma eleição onde há incertezas quanto ao vencedor final, é natural que muita gente venha participar para escolher o mais alto representante de Cabo Verde", acrescentou.

As mesas de voto para as eleições presidenciais em Cabo Verde abriram hoje depois das 07:00 locais (09:00 em Lisboa), embora algumas com atraso devido a questões logísticas, constatou a Lusa na cidade de Praia.

A abertura oficial das assembleias de voto instaladas no arquipélago aconteceu uma hora antes do horário habitual de eleições anteriores ao período de pandemia, conforme medidas de prevenção definidas pela Comissão Nacional de Eleições (CNE) de Cabo Verde, e a admissão de eleitores poderá ser feita até às 18:00 (20:00 em Lisboa), para garantir o cumprimento das normas sanitárias e evitar a aglomerações.

"É uma escolha muito importante para o país e eu espero que todos que estão em condições de votar exerçam o seu direito de voto, na certeza de que nós estamos num processo de construção e aperfeiçoamento de uma democracia pluralista, que já tem uns bons anos", disse ainda Jorge Carlos Fonseca.

"Temos uma vasta experiência de processos eleitorais bem-sucedidos, e o sucesso das campanhas eleitorais e dos processos eleitorais têm contribuído de sobremaneira para que a nossa democracia continue a ser um trunfo do país, uma grande referência em África e no mundo e assim continua a ser. Cada vez mais vamos aprimorando a democracia, corrigindo as falhas, asfaltando o caminho para um Cabo Verde cada vez mais desenvolvido", acrescentou.

Leia Também: Carlos Veiga pede eleição com "maior número possível de votos"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório