Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2021
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 15º

Edição

Repórteres sem Fronteiras denunciam "cocktail de censura" na Nicarágua

O diretor da organização Repórteres sem Fronteiras (RSF) para a América Latina, Emmanuel Colombié, afirmou hoje durante uma visita à Costa Rica que se instaurou um "'cocktail' de censura" na Nicarágua contra os 'media' independentes.

Repórteres sem Fronteiras denunciam "cocktail de censura" na Nicarágua

"Observamos na Nicarágua um 'cocktail' de censura organizado pelo Governo, a partir da própria presidência, e é extremamente difícil continuar a informar neste ambiente tóxico", disse Colombié, durante uma visita de três dias à Costa Rica, onde se reuniu com jornalistas nicaraguenses no exílio.

Emmanuel Colombié considerou que a Nicarágua se converteu "num campo minado" para o exercício da liberdade de expressão e de imprensa, em particular durante a crise social e política que o país atravessa desde 2018, situação que se intensificou com o processo eleitoral para o escrutínio de 07 de novembro e no qual o Presidente Daniel Ortega se volta a recandidatar.

Entre 2020 e 2021 os RSF indicam ter documentado 36 géneros de perseguição, ameaça, censura, ameaças judiciais e encerramento de diversos 'media' na Nicarágua.

O responsável dos RSF recordou que a organização incluiu em 2021 o Presidente nicaraguense Daniel Ortega na sua lista de "depredadores da liberdade de imprensa".

Em declarações à agência noticiosa Efe, Colombié exortou ainda os 'media' internacionais e a comunidade internacional a fornecerem maior visibilidade à crise na Nicarágua.

"Falta visibilidade internacional sobre a situação na Nicarágua por parte dos organismos internacionais que defendem os direitos humanos. É importante chamar a atenção da comunidade internacional sobre a repressão orquestrada pelo Governo de Daniel Ortega que vai ser reeleito porque conseguiu controlar todos os poderes", apontou.

Colombié também revelou que os RSF estão a avaliar as formas de fornecer apoio e assistência direta aos 'media' nicaraguenses no exílio para que prossigam a sua atividade.

Leia Também: Detido mais um dissidente na Nicarágua, o 37.º desde maio

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório