Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 8º MÁX 14º

Edição

Borrell visita Washington para aprofundar relações entre UE e EUA

O chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, inicia hoje uma visita de três dias a Washington, com a missão de preservar e aprofundar a aliança entre a União Europeia (UE) e os EUA.

Borrell visita Washington para aprofundar relações entre UE e EUA

Naquela que será a primeira visita oficial do Alto Representante para a Política Externa e de Segurança da União Europeia desde que o Presidente norte-americano, Joe Biden, tomou posse, Borrell chega a Washington com a tarefa de "sublinhar que uma forte aliança entre a UE e os EUA é fundamental para enfrentar os desafios globais", informou o gabinete de comunicação da Comissão Europeia.

A questão da recuperação económica pós-pandemia de covid-19, a proliferação de conflitos militares, as mudanças climáticas e o "retrocesso democrático" em alguns pontos do globo são matérias que Borrell quer discutir com as autoridades norte-americanas, segundo o mesmo gabinete de comunicação.

Numa recente visita à Europa, Biden lançou um apelo aos seus aliados europeus para que se unam na luta contra "os blocos não democráticos", sublinhando os riscos da expansão da influência da China, e superem as divergências negociais nas áreas económica e comercial, lançando o mote para uma discussão que UE e EUA prometeram querer continuar.

O chefe da diplomacia europeia vai encontrar-se com o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, na quinta-feira, para discutir matérias de política externa e para aprofundar as parcerias estratégicas entre a UE e os EUA.

Borrell vai ainda reunir com a secretária-adjunta de Defesa norte-americana, Kathleen Hicks, com quem abordará temas relacionados com a segurança bilateral e a cooperação militar.

A recente retirada das forças militares internacionais do Afeganistão, levando os talibãs a tomarem o poder em Cabul, reavivou na Europa a questão da maior autonomia no campo da Defesa, nomeadamente através da criação de uma força de reação rápida, matéria que deverá ser discutida entre Borrell e Hicks.

No momento em que os EUA já retiraram os impedimentos de viajantes oriundos da Europa para o seu território, o chefe da diplomacia europeia quer ainda partilhar experiências com as autoridades norte-americanas sobre o processo de luta contra a pandemia e o processo de vacinação contra a covid-19.

Leia Também: Borrell apela a cessar-fogo no Iémen dizendo não haver solução militar

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório