Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2021
Tempo
25º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

Covid-19: Rússia aproxima-se das mil mortes diárias

A Rússia registou hoje um novo máximo de 984 mortos por covid-19, aproximando-se das mil vítimas mortais diárias causadas pela doença, segundo os dados publicados pelas autoridades sanitárias responsáveis pelo combate à pandemia.  

Covid-19: Rússia aproxima-se das mil mortes diárias

No total, o SARS CoV-2 provocou a morte 219.329 pessoas na Rússia desde o início da crise sanitária, apesar de os especialistas acreditarem que o número é três vezes mais elevado.

Por outro lado, nas últimas 24 horas, registam-se 28.717 novos casos de covid-19 nas 85 regiões do país sendo que 2.493 são casos assintomáticos. 

De acordo com Anna Popova, responsável pelas autoridades sanitárias da Rússia, regista-se um aumento da incidência do novo coronavírus em 77 regiões do país.

Segundo o ministro da Saúde, Mikhaul Muraskho, o número de novos casos de covid-19 registou um aumento de 16% na última semana.

Mais de 90% das camas dos hospitais a nível nacional estão ocupadas por doentes infetados com a covid-19, disse ainda o ministro da Saúde.

O mesmo responsável acrescentou que 11% dos pacientes hospitalizados estão em estado grave e quase nenhum estava vacinado. 

Devido à atual situação, mais de 600 escolas em 25 regiões russas voltaram a lecionar por meios remotos e 117 jardins de infância em 22 regiões foram encerrados por causa do elevado número de infeções. 

As autoridades atribuem o incremento da incidência à baixa taxa de vacinação, que deixa a população desprotegida sobretudo contra a variante Delta da doença.

Até ao momento, apenas 31% da população da Rússia está vacinada com as duas doses, correspondendo a 45,3 milhões de pessoas.  

De acordo com Popova, para aumentar a taxa de vacinação em 38 regiões foram adotadas disposições no sentido da vacinação obrigatória a certos grupos populacionais.

Em 64 regiões foram implementadas restrições para as pessoas com mais de 65 anos de idade e em 26 regiões foram aplicados códigos de apresentação do boletim de vacinas no acesso a eventos culturais. 

Em 22 regiões, existe a obrigatoriedade de apresentação do boletim de vacinas contra a covid-19 para a entrada em restaurantes e em 25 outras regiões a mesma medida foi também implementada limitando o acesso a eventos desportivos apenas às pessoas com a vacinação completa.

Em 13 regiões da Rússia, é exigido o mesmo boletim nos hotéis. 

No total, registam-se 7.861.681 contágios na Rússia desde o início da pandemia do novo coronavírus. 

A Rússia é o quinto país com mais casos de SARS CoV-2 em todo o mundo, depois dos Estados Unidos, Índia, Brasil e Reino Unido.

A covid-19 provocou pelo menos 4.853.570 mortes em todo o mundo, entre mais de 238,15 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Leia Também: AO MINUTO: Vacinados sem testes em eventos. Recorde de mortes na Rússia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório