Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
15º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

FAO: Antecipação é a chave para ajudar a erradicar a fome no mundo

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) defendeu hoje, numa conferência online, que a antecipação será "um instrumento fundamental" para prevenir a fome e reduzir as necessidades humanitárias, "tornando os sistemas agroalimentares resilientes". 

FAO: Antecipação é a chave para ajudar a erradicar a fome no mundo
Notícias ao Minuto

15:44 - 12/10/21 por Lusa

Mundo ONU

Ao protegerem-se os meios de subsistência e a produção alimentar antes das crises, a ação preventiva será uma forma "crucial" de evitar a deterioração a curto prazo, que conduz à insegurança alimentar, declarou a organização.

Segundo o diretor-geral da FAO, Qu Dongyu, até 2020 cerca de 811 milhões de pessoas no mundo passaram fome, enquanto mais de 41 milhões estavam em risco.

"A baixa produtividade, as alterações climáticas, a pandemia covid-19 e o conflito são as principais razões", disse Dongyu.

O diretor-geral alertou para o facto de a pandemia ter revelado que os sistemas agroalimentares globais precisam de "uma transformação radical". 

"Devemos concentrar-nos na transformação para sistemas mais inclusivos, eficientes e resilientes para uma melhor produção, melhor nutrição, melhor ambiente e melhores vidas", concluiu Dongyu.

O diretor do escritório da FAO em Bruxelas, Raschad Al-Khafaji, salientou que os sistemas de alerta precoce e a sua ação "desempenham um papel fundamental na monitorização e previsão dos múltiplos riscos de catástrofes, crises e conflitos".

O comissário europeu para a Gestão de Crises, Janez Lenarcic, acrescentou que há regiões inteiras em risco de fome por diversas razões, "a maioria das quais são facilmente previsíveis e muitas vezes evitáveis".

Lenarcic afirmou ainda que o principal problema continua a ser o facto de as necessidades de ajuda alimentar estarem a crescer mais depressa do que os fundos disponíveis, tornando o atual programa de ajuda "insustentável a longo prazo". Segundo o comissário, a comunidade internacional deve responder "urgentemente".

A conferência realizou-se na véspera do Dia Mundial da Alimentação, em 16 de outubro, data em que serão organizados eventos e atividades de divulgação para promover e sensibilizar a ação, em todo o mundo, para o combate à fome. 

Leia Também: G20 pretende soluções para catástrofe humanitária no Afeganistão

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório