Meteorologia

  • 28 OUTUBRO 2021
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

Presidente dos EUA salienta progressos para Indo-Pacífico livre e aberto

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, salientou sexta-feira os "excelentes progressos" para um Indo-Pacífico "livre e aberto", no meio da crescente preocupação com a ascensão militar e política da China na região.

Presidente dos EUA salienta progressos para Indo-Pacífico livre e aberto

A convicção de Joe Biden foi manifestada no início da primeira cimeira presencial na Casa Branca com outros líderes da chamada aliança Quad: o primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, o primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, e o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi.

"Quanto nos reunimos virtualmente há seis meses assumimos o compromisso de avançar a nossa agenda partilhada e positiva para um Indo-Pacífico livre e aberto. Hoje estou orgulhoso de dizer que estamos a fazer excelentes progressos", disse Joe Biden.

O Presidente dos Estados Unidos está a procurar reavivar a aliança com os três países, através do formato diplomático conhecido como "Quad", depois de ter anunciado na semana passada uma aliança também com a Austrália e a Grã-Bretanha, uma parceria militar, denominada AUKUS, que levou a Austrália a cancelar um contrato de compra de submarinos a França.

Em março passado já se tinha reunido virtualmente com os três líderes, devendo a aliança centrar-se em questões económicas e ambientais e relacionadas com a pandemia de covid-19, segundo fontes da Casa Branca.

A reunião de hoje foi a de maior visibilidade desde a criação da Quad em 2007, e acontece num momento em que a região atrai o interesse das grandes potencias mundiais.

Scott Morrison disse que o grupo se baseia na necessidade de demonstrar que as democracias "podem encarar os grandes desafios" globais, assegurando que "não há uma parte do mundo mais dinâmica do que a do Indo-Pacífico".

Yoshihide Suga salientou que o grupo é "uma iniciativa muito significativa" que mostra a "forte solidariedade" entre os quatro países.

Leia Também: Bolsonaro revela que primeira-dama foi vacinada nos EUA e recebe críticas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório