Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Casal sueco proibido de chamar Vladimir Putin ao filho

A autoridade sueca que autoriza o registo de nomes também já rejeitou anteriormente escolhas como Allah, Ford, Michael Jackson, Pilzner, Q e Token.

Casal sueco proibido de chamar Vladimir Putin ao filho

Um casal sueco foi proibido pelas autoridades fiscais de chamar Vladimir Putin ao seu filho. O casal de Laholm, no sul da Suécia, enviou o seu pedido à agência tributária com o intuito de dar ao menino o nome do presidente russo, conforme exigido pela lei sueca, mas acabaram por obter uma resposta negativa.

Os nomes podem ser proibidos se forem ofensivos ou se puderem causar 'desconforto ao portador', porém os motivos da agência neste caso não foram revelados. 

Assim, foram forçados a escolher um nome diferente para o menino, de acordo com a emissora pública SR .

Já anteriormente, a autoridade sueca rejeitou escolhas como Allah, Ford, Michael Jackson, Pilzner, Q e Token.

No entanto, em 2007, um casal viu a sua escolha anulada revertida com sucesso depois de a agência tributária ter rejeitado inicialmente o nome Metallica para sua filha. Outros pais puderam chamar Google ao seu filho sem problemas.   

Em 2019, os nomes mais populares para menino no país eram Lucas, Liam e William e para meninas Alice, Olivia e Astrid.

Leia Também: Putin desafia UE a acolher afegãos retidos na fronteira bielorrussa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório