Meteorologia

  • 24 ABRIL 2024
Tempo
24º
MIN 12º MÁX 24º

Ocasio-Cortez critica "profunda ignorância" de governador do Texas

A congressista descreveu as afirmações de Greg Abbott sobre o aborto como "nojentas". "Ele não está familiarizado com o corpo feminino", frisou.

Ocasio-Cortez critica "profunda ignorância" de governador do Texas
Notícias ao Minuto

19:54 - 09/09/21 por Fábio Nunes

Mundo Alexandria Ocasio-Cortez

Greg Abbott, o governador republicano do Texas, está a ser alvo de várias críticas após ter tentado defender a nova lei anti-aborto do estado norte-americano. A lei entrou em vigor no passado dia 1 deste mês e é a medida anti-aborto mais extrema nos Estados Unidos. Proíbe a maioria dos abortos, sem exceções para vítimas de violações ou de relações incestuosas.

Esta terça-feira, Abbott foi questionado por um jornalista sobre os motivos pelos quais “forçaria uma sobrevivente de violação ou incesto a levar a gravidez até ao fim”.

O governador negou que fosse esse o caso, justificando que a nova lei “não requer isso de todo porque, obviamente, dá pelo menos seis semanas a uma pessoa para fazer um aborto”.

Ao comentar estas afirmações do governador do Texas, a congressista Alexandria Ocasio-Cortez considerou-as “nojentas”, adianta o The Guardian. “Sei que ele não está familiarizado com o corpo feminino porque se estivesse, saberia que não se tem seis semanas”, assinalou.

A democrata sublinhou que muitas gravidezes não são detetadas até às seis semanas.

“Caso ninguém o tenha informado antes, seis semanas de gravidez significa duas semanas com o período atrasado. E duas semanas com o período atrasado, para qualquer pessoa com um ciclo menstrual, pode acontecer se a pessoa estiver stressada, se a sua dieta mudar, ou sem que haja qualquer razão para isso. Por isso não se tem seis semanas”, sublinhou Ocasio-Cortez.

“Ele fala com uma profunda ignorância, e não é apenas ignorância. É ignorância que está a prejudicar as pessoas”, atirou a congressista.

Notícias ao Minuto Greg Abbott tem promulgado leis polémicas no estado do Texas© Getty Images  

Mas Abbott foi ainda mais longe na sua defesa da nova lei, e comprometeu-se a purgar o estado do Texas das violações e dos abusos sexuais. “A violação é um crime e o Texas vai trabalhar de forma incansável para garantir que eliminamos todos os violadores das ruas do Texas ao agirmos agressivamente para os deter, e condená-los”, disse.

Esta afirmação de Greg Abbott mereceu críticas irónicas, inclusivamente de Jen Psaki, a porta-voz da Casa Branca. “Bem, se o governador Greg Abbott tem uma forma de eliminar todos os violadores ou as violações dos Estados Unidos, então haveria apoio bipartidário para isso”, realçou.

Leia Também: Supremo recusa suspender lei no Texas que proíbe aborto após seis semanas

Recomendados para si

;
Campo obrigatório