Meteorologia

  • 21 MAIO 2022
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Texas promulga lei que democratas consideram restringir acesso às urnas

O governador republicano do Texas, Greg Abbott, promulgou terça-feira uma lei eleitoral fortemente criticada pelos democratas, por considerarem que restringe o acesso às urnas, nomeadamente a minorias afro-americanas.

Texas promulga lei que democratas consideram restringir acesso às urnas
Notícias ao Minuto

06:43 - 08/09/21 por Lusa

Mundo Texas

Assinada menos de uma semana depois da entrada em vigor de uma norma controversa sobre o aborto naquele estado norte-americano, a lei visa, de acordo com os apoiantes republicanos, tornar as eleições mais seguras e harmonizar as regras naquele estado com 29 milhões de habitantes.

A lei enquadra-se, todavia, num movimento mais vasto nos Estados Unidos que é alimentado por alegações infundadas de fraude maciça nas eleições presidenciais de 2020 espalhadas pelo derrotado candidato republicano Donald Trump. Desde janeiro, pelo menos 18 estados aprovaram 30 leis eleitorais restritivas e dezenas de outras estão a ser revistas, de acordo com o grupo de reflexão do Centro Brennan para a Justiça.

Em particular, a lei texana proíbe o voto "drive-in", que se generalizou em 2020 durante a pandemia de covid-9 para evitar longas filas, e coloca numerosas restrições ao voto por procuração.

Para os detratores do diploma, estas restrições visam principalmente as disposições que facilitam o voto das minorias, nomeadamente afro-americanos, que são geralmente mais favoráveis aos democratas.

Estes últimos prometeram iniciar procedimentos legais para bloquear a lei, mas o governador Greg Abbott disse estar "extremamente confiante" de que a lei seria "validada em tribunal".

"Torna mais fácil votar", referiu na terça-feira em frente às câmaras em Tyler, no Texas. "A ninguém que seja elegível para votar será negada a oportunidade de votar. Torna-se mais difícil para os aldrabões depositarem um boletim de voto voto irregular", acrescentou.

O governador republicano salientou que a nova lei permitiria votar durante doze dias antes de uma eleição e que alguns eleitores poderiam ter a oportunidade de votar durante o horário de trabalho (as eleições federais realizam-se às terças-feiras nos EUA).

Os democratas não estão convencidos e alegam que a lei irá "complicar ainda mais" o acesso dos texanos às urnas, disse o líder democrata na Câmara do Texas, Chris Turner.

Durante o exame desta lei na primavera, Joe Biden tinha denunciado um "assalto à democracia". Algumas disposições altamente controversas foram, entretanto, retiradas.

É neste mesmo vasto estado sulista que entrou em vigor na semana passada uma lei que ilegaliza a grande maioria dw interrupçõea voluntárias de gravidez.

Também aqui, a administração Biden denunciou a lei, mas a Casa Branca tem poucas possibilidades da inviabilizar.

Leia Também: Justiça ameaça aplicar lei contra norma do Texas que impede abortos

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório