Meteorologia

  • 29 JUNHO 2022
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 23º

'Xamã do QAnon' dá-se como culpado de um crime no ataque ao Capitólio

Jacob Chansley, que se tornou numa das figuras mais destacadas da invasão devido ao seu chapéu de pelo com cornos, foi acusado de obstruir um membro do Congresso.

'Xamã do QAnon' dá-se como culpado de um crime no ataque ao Capitólio
Notícias ao Minuto

20:25 - 03/09/21 por Notícias ao Minuto

Mundo Invasão do Capitólio

O homem conhecido como o ‘Xamã do QAnon’, cujo nome é Jacob Chansley, deu-se esta sexta-feira como culpado de um crime de obstrução a um membro do Congresso durante o ataque ao Capitólio, no dia 6 de janeiro deste ano, adianta a Reuters.

Jacob Chansley tornou-se numa das figuras mais visíveis da insurreição no Capitólio devido ao seu vestuário, do qual fazia parte um chapéu de pelo com cornos.

Chansley concordou com uma pena de prisão recomendada entre três anos e cinco meses e quatro anos e três meses, avança o The New York Times. A sentença vai ser conhecida no dia 17 de novembro. A acusação de que foi alvo pressupunha uma pena de prisão que podia chegar aos 20 anos.

O ‘Xamã do QAnon’ está detido sem direito a fiança desde janeiro. Desde a sua detenção, Chansley foi submetido a exames psicológicos, tendo sido diagnosticado com esquizofrenia, transtorno bipolar, depressão e ansiedade.

Chansley é um apoiante do movimento de teorias da conspiração QAnon, que considera que Donald Trump é um salvador.

No entanto, o ‘Xamã do QAnon’ afirma agora que perdeu a fé em Trump e foi mesmo um dos primeiros arguidos a culpar o antigo presidente pelos seus atos durante a insurreição no Capitólio.

Leia Também: Agentes do Capitólio processam Trump e aliados pela invasão de janeiro

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório