Meteorologia

  • 20 MAIO 2022
Tempo
31º
MIN 17º MÁX 34º

Animais selvagens matam 12 pessoas em seis meses no centro de Moçambique

Pelo menos 12 pessoas morreram e 30 ficaram feridas devido ao conflito homem-fauna bravia no primeiro semestre deste ano, na província de Manica, no centro de Moçambique, anunciou fonte oficial.

Animais selvagens matam 12 pessoas em seis meses no centro de Moçambique

As mortes e os feridos resultaram, maioritariamente, de ataques de crocodilos, elefantes, búfalos e leões.

Os animais devastaram ainda cerca de 144 hectares de culturas, segundo Ernesto Lopes, porta-voz da 14.ª sessão do Conselho Executivo Provincial de Manica, citado hoje pela Rádio Moçambique.

O responsável falava na quinta-feira à margem da sessão que, entre outros assuntos, debateu o conflito homem-animal e a situação epidemiológica da província.

Segundo o porta-voz, em resultado do conflito e para "sossegar" as comunidades, foram abatidos cinco "elefantes conflituosos" em dois distritos de Manica.

"É proibido abater os animais nessas situações, mas aconteceu numa situação extrema", esclareceu Ernesto Lopes, referindo que decorrem treinamentos na comunidade sobre técnicas de afugentamento dos animais, para evitar o seu abate.

O conflito homem-fauna bravia surge devido à disputa de espaço e recursos naturais, agravado pela necessidade de ocupação para a prática de atividades agrícolas, situação que se regista muitas vezes em comunidades que vivem próximas às áreas de conservação.

Um total de 97 moçambicanos morreram e 66 ficaram feridos em 2020 devido a ataques de animais selvagens, a maioria por crocodilos, segundo um relatório da Administração Nacional das Áreas de Conservação (ANAC) a que a Lusa teve acesso.

No mesmo ano foram devorados 258 animais domésticos, entre gado bovino, ovino e caprino, por leões, hienas e crocodilos, além de 248,81 hectares de diversas culturas destruídas.

Todos os anos, as autoridades moçambicanas relatam casos de mortes, feridos, destruição de culturas pelos animais, tendo já sido desenvolvidos mecanismos para que a população os afugente, pelo menos até à intervenção de fiscais.

Leia Também: Moçambique anuncia mais cinco mortes, 312 casos e 1.031 recuperações

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório