Meteorologia

  • 23 JUNHO 2024
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 30º

AO MINUTO: Brasil com mais 737 óbitos. 17 milhões de testes em Portugal

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Brasil com mais 737 óbitos. 17 milhões de testes em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 1.565 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, 14 mortes atribuídas à Covid-19 e um aumento dos internamentos com a doença.

Recorde-se que, na terça-feira, foi conhecido o novo referencial da Direção-Geral da Saúde (DGS) para as escolas, indicando que são para manter regras como utilização de máscara, o distanciamento físico ou a realização de rastreios.

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19:

00h00 - Suspendemos aqui o registo de hoje. O acompanhamento será retomado na manhã de quinta-feira. Já sabe, consulte a informação no site da DGS e acompanhe sempre as comunicações das autoridades competentes. Caso tenha sintomas:

SNS24 de Portugal Continental: 808 24 24 24

SNS24 da Madeira: 800 24 24 20

SNS24 dos Açores: 808 24 60 24

Só quer tirar dúvidas? Não assoberbe as linhas telefónicas: atendimento@sns24.gov.pt

23h44 - "Estamos numa fase de grande recuperação". João Leão, ministro de Estado e das Finanças, afirmou, esta quarta-feira, que Portugal está "numa fase de grande recuperação" económica. "Depois de um primeiro trimestre muito difícil por causa da vaga da pandemia que levou a um confinamento, Portugal foi, no segundo trimestre, o país que mais cresceu em toda a Europa, os tais 15,5%", começou por destacar o governante, em entrevista na RTP3.

23h41 - Mais de 3,3 milhões de venezuelanos completaram imunização. A Organização Pan-americana da Saúde (OPAS), anunciou hoje que mais de 3,3 milhões de venezuelanos completaram o processo de imunização contra a Covid-19, com duas doses das vacinas Sinopharm, Sputnik e da cubana Abda.

23h00 - CDC sublinha: Pessoas sem vacina com mais 17 vezes de hipóteses de serem hospitalizadas em caso de infeção. "Um novo estudo da COVID-NET, do CDC, mostra que as pessoas sem vacina tem mais 17 vezes de probabilidade de serem hospitalizadas com Covid-19 do que as pessoas que estão totalmente imunizadas".

22h50 - Brasil reporta 27.345 novos casos e 737 óbitos nas últimas 24 horas. As autoridades de Saúde brasileiras reportam, esta quarta-feira, mais 27.345 casos de infeção por novo coronavírus, uma subida em relação ao dia anterior (24.789). São ainda confirmadas mais 737 mortes associadas à doença, uma descida em relação à véspera (839).

22h45 - Portugal atinge 17 milhões de testes realizados desde início da pandemia. O Serviço Nacional de Saúde (SNS) revelou, esta quarta-feira, que Portugal atingiu "o marco dos 17 milhões de testes de diagnóstico à Covid-19", desde o início da pandemia. Em comunicado, o SNS esclareceu que a meta foi atingida na passada sexta-feira, dia 30 de agosto. 

22h39 - Mulher antivacinas acusada de vender 250 cartões de vacinação falsos. Uma mulher norte-americana que se autoproclamava antivacinação foi acusada de conspiração para vender centenas de cartões de vacinação falsos através de uma plataforma por ela criada no Instagram, chamada 'AntiVaxMomma'.

21h40 - Cabo Verde com 152 infetados e uma morte em 24 horas. Cabo Verde registou mais 152 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, e uma morte, elevando para 35.506 o acumulado de casos desde março de 2020, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde.

21h39 - Angola com 237 novos casos e mais dez óbitos nas últimas 24 horas. As autoridades sanitárias de Angola anunciaram hoje 237 novos casos confirmados, dez óbitos e 148 recuperados, nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção Nacional de Saúde Pública.

20h53 - França notifica 17.621 novos casos e 85 óbitos em meio hospitalar. A França registou esta quarta-feira mais 17.621 infeções por novo coronavírus nas últimas 24 horas, um número inferior ao dia anterior (19.425). No total, já foram identificados 6.783.329 casos positivos, de acordo com dados da Instituição de Saúde Pública de França. O número total de mortes aumentou esta quarta-feira para 114.577, com mais 85 óbitos registados no último dia em meio hospitalar.

20h33 - DGS recomenda dose adicional de vacina a pessoas com imunossupressão. A Direção-Geral da Saúde (DGS) passou a recomendar, para as pessoas com mais de 16 anos e em condições de imunossupressão, a administração de uma dose adicional de vacina contra a Covid-19.

20h24 - Impurezas detetadas em vacina da Moderna são partículas de aço inoxidável. As impurezas detetadas no Japão num lote da vacina da Moderna contra a Covid-19 são partículas de aço inoxidável, mas não representam "risco excessivo para a segurança" das pessoas, indicou hoje a empresa biotecnológica norte-americana. Há cerca de uma semana, o Japão suspendeu a utilização de três lotes da mesma série da vacina contra a Covid-19 da Moderna, o equivalente a 1,63 milhões de doses, após relatos de centros de vacinação da presença de impurezas em frascos por abrir de um dos lotes.

20h20 - Portugal envia para Angola quarto lote de vacinas. Portugal vai enviar para Angola um novo lote de 200 mil vacinas da Astrazeneca, informou esta quarta-feira o gabinete do secretário de Estados dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, em comunicado

19h45 - UE insta 27 a focarem-se em vacinar mais em vez de dar reforço. A Comissão Europeia pediu hoje aos países da União Europeia (UE) para se focarem em aumentar a cobertura vacinal anticovid-19 em vez de considerarem doses de reforço, que só devem ser administradas a imunodeprimidos e idosos frágeis. A comissária europeia da tutela, Stella Kyriakides, afirma numa posição partilhada com alguns meios de comunicação em Bruxelas que "o que é fundamental agora é que as vacinas forneçam uma proteção adequada e forte".

19h00 - ECDC só admite terceira dose da vacina para doentes imunodeprimidos. O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) não recomenda uma terceira dose para reforço da vacinação contra a Covid-19 na União Europeia (UE), admitindo apenas este cenário para pacientes imunodeprimidos, como recetores de transplante.

"De momento, não há absolutamente nenhuma prova que mostre que a terceira dose é necessária para todos. A nossa posição é de que, basicamente, as pessoas que provavelmente nunca responderão ao ciclo de vacinação com duas doses podem precisar realmente de uma terceira dose, mas não como um reforço, antes como uma conclusão do seu ciclo inicial e estou a falar de pessoas que são imunodeprimidas", afirma o diretor do departamento de Vigilância do ECDC, Bruno Ciancio, em entrevista à agência Lusa.

O ECDC defendeu não existir "necessidade urgente" de administrar doses de reforço da vacina anticovid-19, dado que os fármacos aprovados na Europa são "altamente protetores" contra doença grave.

18h42 - OMS inaugura na Alemanha centro para a deteção de ameaças globais de doenças. A Organização Mundial da Saúde (OMS) inaugurou hoje, na Alemanha, o Centro para a Inteligência Pandémica e Epidémica, que visa "preparar e proteger melhor o mundo de ameaças globais de doenças" com dados e análises. O centro, que será liderado pelo epidemiologista nigeriano Chikwe Ihekweazu, atual diretor-geral do Centro de Controlo de Doenças da Nigéria, foi inaugurado na capital alemã, Berlim, pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, e pela chanceler alemã, Angela Merkel.

18h25 - Espanha reporta mais 132 óbitos, 73% da população com vacinação completa. O Ministério da Saúde espanhol reporta, esta quarta-feira, um acréscimo de 6.818 casos de contágio ao balanço total, uma descida em relação à véspera (7.767). As autoridades sanitárias registaram, ainda, a morte de 132 pessoas nas últimas 24 horas, segundo o reportado pelas comunidades, um número inferior ao dia anterior (194). 

18h00 - Itália reporta mais 69 óbitos e 6.503 casos de infeção no último dia. A Itália reportou esta quarta-feira mais 69 mortes associadas à Covid-19 e mais 6.503 casos de infeção confirmados por teste, no último dia. Enquanto o número de contágios revela uma subida em relação ao dia anterior (5.498), o número de mortes desceu (75).

17h19 - 83% da população em Portugal com pelo menos uma dose da vacina. Portugal já conta com 73% da população totalmente vacinada contra a Covid-19 e 83% com pelo menos uma dose da vacina, revelou o mais recente relatório da vacinação contra a Covid-19 divulgado, esta quarta-feira, pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

17h06 - Mais dois mortos e 438 infetados em Moçambique. Moçambique registou mais dois óbitos devido à Covid-19 e 438 infetados pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

16h52 - Reino Unido reporta 207 óbitos, um novo máximo, e 35.693 casos de infeção. A região reportou hoje 207 óbitos e 35.693 novos casos, números que se seguem a um feriado, dias em que pode existir subnotificação. Tanto os novos casos como as mortes diárias apresentam uma descida, em média, em relação à semana anterior.

16h51 - Moçambique ultrapassa um milhão de vacinados. Moçambique ultrapassou o cumulativo de um milhão de pessoas completamente vacinadas contra o novo coronavírus, o que corresponde a 6,3% da população com mais de 15 anos, anunciou hoje o Ministério da Saúde, em comunicado.

16h31 - Pais de alunos manifestam-se em Alenquer contra horários escolares. Os pais dos alunos da Escola Básica Pero de Alenquer, de segundo e terceiro ciclos, estão a manifestar-se à frente da câmara municipal e da escola contra os horários escolares, disse um representante do grupo de pais.

16h08 - Normas iguais para vacinados e não vacinados nas escolas "poderão mudar". O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, admitiu, esta quarta-feira, que poderão passar a ser diferentes as normas relacionadas com os isolamentos profiláticos após o contacto com um caso positivo entre alunos vacinados e não vacinados contra a Covid-19. 

Questionado sobre se Portugal arrancará com a vacinação contra o novo vírus, na faixa etária entre os 0 aos 11 anos, o governante disse que a questão ainda não está a ser avaliada a nível político, neste momento, considerando que nem existem diretrizes internacionais sobre a matéria. 

"Para já, obviamente, que não. Essa é uma decisão técnica, pelas quais sempre esperamos para tomarmos decisões políticas. Não é uma decisão que esteja neste momento em cima da mesa. Claro, que pode sempre tudo evoluir, mas para já não é uma questão", reiterou. 

15h12 - Fenprof volta a defender a redução de turmas. O secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof) criticou hoje as orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS) para o próximo ano letivo, por não implicarem uma redução das turmas, medida que traria ganhos sanitários e pedagógicos.

15h11 - Vacinas de mRNA conferem "proteção substancial" dos idosos. As vacinas que utilizam a tecnologia mRNA, caso da Pfizer e da Moderna, apresentam uma eficácia que varia entre os 81% e os 96% contra a morte por Covid-19 nos idosos, estima um estudo nacional hoje divulgado.

15h09 - Pais já antecipavam regras e saúdam flexibilização do isolamento. A manutenção das regras de segurança sanitária no próximo ano letivo já era antecipada pelos pais, que saudaram hoje a flexibilização das orientações para o isolamento profilático e reafirmaram a esperança de um ano letivo quase normal.

O novo referencial da Direção-Geral da Saúde (DGS) foi conhecido na terça-feira, trazendo poucas novidades: além das orientações para o isolamento profilático, que foram flexibilizadas possibilitando que os contactos de baixo risco ou com teste negativo regressem logo à escola, regras como a utilização de máscara, o distanciamento físico ou a realização de rastreios serão para manter.

15h06 - Portugal registou 1.565 casos e 14 mortes no último dia. Portugal diagnosticou mais 1.565 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e 14 mortes relacionadas com a doença nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim da Direção-Geral de Saúde divulgado esta quarta-feira. Trata-se de um aumento de 0,15% em relação às novas infeções e de 0,08% relativamente aos óbitos. 

No que toca aos indicadores da matriz de risco, a incidência registou um aumento, sendo agora de 303,5 casos de infeção por 100 mil habitantes. Já a transmissibilidade, o Rt, manteve-se nos 0,98. 

15h00 - Iniciámos um novo registo. Para conferir as atualizações da manhã clique aqui.

Leia Também: AO MINUTO: Rt mantém-se, incidência sobe; Ok a viagens para Brasil e EUA

Recomendados para si

;
Campo obrigatório