Meteorologia

  • 21 MAIO 2022
Tempo
22º
MIN 18º MÁX 25º

"Esperemos que as palavras dos talibãs tenham correspondência nos atos"

O ministro dos Negócios Estrangeiros referiu que a posição do Governo português relativamente ao futuro governo talibã é de "esperar para ver". Augusto Santos Silva considera que há "requisitos relacionados com a segurança e com os direitos humanos que têm de ser cumpridos" no Afeganistão.

"Esperemos que as palavras dos talibãs tenham correspondência nos atos"
Notícias ao Minuto

23:46 - 17/08/21 por Notícias ao Minuto

Mundo Augusto Santos Silva

O governo português está a acompanhar o desenrolar dos acontecimentos no Afeganistão com expectativa e adota uma posição de "esperar para ver" relativamente ao futuro governo talibã que vai liderar o país, realçou o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, em declarações prestadas na SIC Notícias. 

O ministro abordou a conferência de imprensa dos talibãs desta terça-feira, na qual prometeram um regime menos bruto e afirmaram estar "comprometidos com os direitos das mulheres, sob o sistema da sharia [lei islâmica]". 

"Esperemos que as palavras de hoje [terça-feira] dos talibãs tenham correspondência nos atos e que esse governo seja um governo inclusivo, com representantes das diferentes sensibilidades políticas do Afeganistão", assinalou Santos Silva. 

Questionado sobre as linhas vermelhas que o governo português traça para poder estabelecer uma relação diplomática com o governo afegão dos talibãs, o ministro dos Negócios Estrangeiros foi esclarecedor. 

"A primeira linha vermelha, não apenas para Portugal mas para a comunidade internacional, é que o Afeganistão não pode voltar a ser o santuário do terrorismo internacional, dirigido especificamente e brutalmente contra os cidadãos ocidentais", frisou. 

"A segunda linha vermelha são os direitos humanos e das mulheres", acrescentou o governante. 

"Se o Afeganistão não quer ser um estado pária, se não quer voltar ao isolamento internacional, se quer ter uma relação com a União Europeia, então há requisitos relacionados com a segurança e com os direitos humanos que têm de ser cumpridos nesse país", enfatizou Augusto Santos Silva. 

O ministro sublinhou ainda que "é uma questão de honra" proteger as pessoas que colaboraram com a Aliança Atlântica durante os últimos 20 anos. 

"Portugal participará nesse esforço da União Europeia e da NATO", revelou Santos Silva. 

Leia Também: Afeganistão. Joe Biden e Boris Johnson realizam cimeira do G7

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório