Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Governador de Nova Iorque demite-se após investigação sobre assédio

Andrew Cuomo, o governador do estado de Nova Iorque, anunciou a demissão do cargo, esta terça-feira, na sequência do inquérito que o acusa de assédio sexual a pelo menos 11 mulheres. A sua substituta, a vice-governadora Kathy Hochul, é primeira mulher a ocupar o cargo.

Governador de Nova Iorque demite-se após investigação sobre assédio

Depois de vários dias de pressão e apelos à sua demissão, no âmbito da investigação sobre assédio sexual de que é alvo, Andrew Cuomo anunciou, esta terça-feira, que se irá "afastar" do cargo de governador do estado de Nova Iorque.

Em conferência de imprensa, o político democrata pediu desculpa às mulheres que o acusaram, indicando que não sabia que tinha ultrapassado um limite. "Na minha cabeça, nunca passei das marcas com ninguém, mas não me apercebi do quanto essas marcas foram redesenhadas", disse.

"Há mudanças culturais e geracionais às quais não dei o devido valor e devia ter dado. Não tenho desculpa", acrescentou.

A vice-governadora Kathy Hochul, uma democrata de 62 anos e ex-membro do Congresso de Buffalo, irá tornar-se a 57.ª governadora do Estado e a primeira mulher a ocupar o cargo.

Recorde-se que, na semana passada, a procuradoria de Nova Iorque divulgou os resultados de um inquérito que acusa o político de assédio sexual a várias mulheres, a maioria funcionárias e ex-funcionárias, entre 2013 e 2020.

Os investigadores indicaram que Cuomo submeteu as mulheres a beijos indesejados, apalpou seios ou nádegas ou tocou-lhes de forma inadequada, fez comentários insinuantes sobre a aparência delas e sobre a sua vida sexual. Nas conclusões, os investigadores indicaram também que Cuomo criou um ambiente de trabalho "repleto de medo e intimidação". 

Cuomo negou as acusações. "Tenho 63 anos. Vivi toda a minha vida de forma pública. Esse não sou eu, nunca fui eu", acrescentou Cuomo, que desde março, quando foram divulgadas as primeiras acusações, as tem negado repetidamente.

Porém, depois da divulgação do inquérito, vários dirigentes políticos - incluindo o presidente norte-americano, Joe Biden e a porta-voz do Congresso, Nancy Pelosi - apelaram à demissão do governador.

Leia Também: Secretária e confidente de Andrew Cuomo demite-se

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório