Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Tailandês confessa ter matado turista suíça em Phuket

Homem de 27 confessou ter roubado 300 baht (cerca de 7,60€) depois de ter estrangulado a turista, de 57.

Tailandês confessa ter matado turista suíça em Phuket

Um homem foi detido no domingo pela polícia tailandesa, depois de ter confessado o assassinato de uma turista suíça encontrada na água, perto de uma cascata, na ilha de Phuket.

As autoridades terão chegado ao suspeito graças às câmaras de vigilância.

O homem, de 27 anos, identificado como Teerawat Thothip, confessou ter roubado 300 baht (cerca de 7,60€) depois de ter estrangulado Nicole Sauvain-Weisskopf.

O tailandês, residente em Phuket, explicou que tinha ido à floresta procurar plantas raras para vender, mas não as encontrou.

No regresso, passou pela cascata e encontrou a mulher. À polícia, disse que a estrangulou para a roubar porque não tinha dinheiro nem trabalho devido à pandemia de Covid-19.

"Gostaria de pedir desculpas à família da turista e implorar a todos os tailandeses que me desculpem", acrescentou.

O corpo de Nicole Sauvain-Weisskopf, de 57 anos, foi encontrado na tarde de quinta-feira, por um residente da ilha, disse a polícia, citada pela agência de notícias Associated Press (AP).

Pelo estado do cadáver, a mulher estaria morta há vários dias, disse o comandante da polícia regional de Phuket, Kitirath Phanpetch, à televisão local MCOT.

A mulher tinha chegado a Phuket a 13 de julho através de um programa que permite a viajantes vacinados visitarem a ilha sem necessidade de fazer quarentena, antes de partirem para outra região da Tailândia.

Leia Também: Tailândia reforça segurança após descoberta de cadáver de turista suíça

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório