Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2021
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Afeganistão: Conselho de Segurança vai analisar agravamento do conflito

O Conselho de Segurança da ONU reúne-se sexta-feira para discutir a degradação da situação de conflito no Afeganistão, indicaram hoje fontes diplomáticas citadas pela agência noticiosa France-Presse (AFP).

Afeganistão: Conselho de Segurança vai analisar agravamento do conflito
Notícias ao Minuto

16:57 - 05/08/21 por Lusa

Mundo ONU

A reunião, a pedido do Governo afegão, apoiado pela Noruega e pela Estónia, acontecerá às 10:00 de Nova Iorque (15:00 em Lisboa), acrescentaram os diplomatas. 

A última reunião do Conselho de Segurança sobre o Afeganistão foi em junho, mas, desde então, a situação deteriorou-se rapidamente no país. 

Os talibãs controlam agora grandes áreas rurais e estão a entrar em conflito com as forças do Governo de Cabul em várias cidades importantes, incluindo Herat, perto da fronteira ocidental com o Irão, e Kandahar, no sul. 

Os combates acontecem desde maio, quando as forças dos Estados Unidos e internacionais iniciaram a retirada do país, que deve ser concluída a 31 deste mês no caso dos soldados norte-americanos.

O exército afegão e o comando militar dos Estados Unidos têm vindo a intensificar os ataques aéreos contra os insurgentes que, por seu lado, avisaram quarta-feira que iriam retaliar atacando alvos associados a altos funcionários do Governo de Cabul.

Hoje, a União Europeia criticou os últimos ataques perpetrados pelos talibãs e exigiu "um cessar-fogo urgente, total e permanente", dois dias depois de o grupo fundamentalista autodenominado Estado islâmico ter perpetrado, sem êxito, um atentado em Cabul que visava o ministro da Defesa afegão.

Nos últimos três meses, os talibãs assumiram o controlo de vastas zonas rurais do Afeganistão durante uma ofensiva-relâmpago que coincidiu com o início da retirada dos militares internacionais, nomeadamente das tropas norte-americanas.

As forças afegãs opuseram uma fraca resistência e apenas controlam as capitais provinciais, que tentam defender a todo o custo. Os combates também alastram por Helmand, bastião talibã e palco de alguns dos combates mais intensos dos 20 anos de intervenção internacional, e a província mais mortífera para a NATO.

Esta semana já começaram a registar-se combates urbanos entre forças afegãs e talibãs em Lashkar Gah, uma das três capitais de província afegãs sob ameaça direta dos talibãs, que confrontam também as forças afegãs dos subúrbios de Kandahar e Herat, as cidades mais populosas do país, depois de Cabul.

Leia Também: Afeganistão: UE apela a cessar-fogo e condena violência talibã

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório