Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2021
Tempo
22º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Próxima cimeira ibérica realiza-se em Trujillo em 28 de outubro

A 32.ª cimeira entre Portugal e Espanha vai realizar-se em 28 de outubro, em Trujillo, na comunidade autónoma espanhola da Extremadura, anunciou hoje, em Lisboa o ministro dos Negócios Estrangeiros espanhol.

Próxima cimeira ibérica realiza-se em Trujillo em 28 de outubro
Notícias ao Minuto

16:24 - 04/08/21 por Lusa

Mundo Cimeira

José Manuel Albares deslocou-se a Lisboa para uma reunião de trabalho com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e disse que os dois governos querem que a cimeira de Trujillo contribua para uma "relação renovada entre os dois países".

A anterior cimeira ibérica realizou-se em 10 de outubro de 2020, na cidade portuguesa da Guarda.

Este foi o primeiro encontro entre Augusto Santos Silva e José Manuel Albares, que assumiu a chefia da diplomacia espanhola em 12 de julho, no âmbito de uma remodelação do executivo liderado pelo socialista Pedro Sánchez.

Os dois ministros salientaram que Portugal foi o primeiro país da União Europeia a receber a visita do novo chefe da diplomacia espanhola, considerando ser um sinal das boas relações bilaterais.

A agenda da cimeira de Trujillo inclui um ponto de situação sobre os projetos da ferrovia ibérica, disse Augusto Santos Silva, salientando os projetos de modernização das linhas de ligação a Espanha a partir de Sines ou do Porto.

"A ferrovia é mesmo o futuro das ligações, designadamente das ligações de curta e média duração", sublinhou.

José Manuel Albares acrescentou que os planos de modernização e desenvolvimento das ligações ferroviárias ibéricas são também importantes para a União Europeia.

"As ligações ferroviárias não estarão completas para Portugal e Espanha se não fizerem parte de um plano muito mais ambicioso que inclua França e outros países da União Europeia", disse Albares.

Questionado sobre a futura ligação marítima entre Portimão e Tânger, no âmbito de um memorando de entendimento assinado entre Portugal e Marrocos em 2015, Augusto Santos Silva não adiantou uma data para a concretização do projeto, mas sublinhou que não se destina a substituir quaisquer ligações.

"A ligação Portimão-Tanger existe, mas não é para substituir qualquer outra ligação", salientou.

Augusto Santos Silva disse que Portugal está comprometido com o projeto e que a ligação marítima com Marrocos será feita "no momento em que for possível".

"Temos trabalhado com as autoridades marroquinas ao nível técnico, mas (...) com a prudência indispensável para que essa ligação se possa fazer com toda a segurança necessária" em termos de segurança pública, dos transportes ou da saúde devido à pandemia de coronavírus, acrescentou.

Sobre as relações de Espanha com Marrocos, que têm vivido um período de tensão nos últimos meses, José Manuel Albares não adiantou uma data para visitar o país e reafirmou a sua posição de que é preciso dar tempo à diplomacia.

"Já o disse várias vezes nos últimos dias: a diplomacia requer tranquilidade, e a diplomacia requer tempo, e isto não indica que algo não seja prioritário, simplesmente que há coisas que requerem calma e tempo", disse, acrescentando que uma primeira visita sua a Marrocos "é importante, mas é igualmente importante" que seja seguida de outras.

Leia Também: Parlamento de Cabo Verde é o 1.º a ratificar Acordo de Mobilidade da CPLP

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório