Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2021
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 26º

Edição

Diplomacia dos EUA discute estratégia para conter influência chinesa

O secretário de Estado norte-americano, Anthony Blinken, chegou hoje à Índia para uma visita em que discutirá a situação de segurança no Afeganistão, as mudanças climáticas e as alianças para neutralizar a influência chinesa.

Diplomacia dos EUA discute estratégia para conter influência chinesa
Notícias ao Minuto

18:18 - 27/07/21 por Lusa

Mundo Índia

Na visita oficial de dois dias, o chefe da diplomacia dos EUA vai encontrar-se com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Subrahmanyam Jaishankar, e com o conselheiro de Segurança Nacional, Ajit Doval.

Esta é a segunda visita de alto nível realizada por Washington à Índia desde que Joe Biden chegou à Casa Branca, em janeiro.

"Estou ansioso pelas consultas com os nossos aliados para uma maior cooperação em apoio dos nossos interesses comuns na região Indo-Pacífico e no Médio Oriente", escreveu Blinken na sua conta oficial da rede social Twitter, pouco antes de aterrar em solo indiano.

Blinken deve concentrar-se em questões internacionais de interesse mútuo, como a recuperação económica dos países após a pandemia de covid-19, as relações na região Indo-Pacífico, a crise climática e a cooperação em organizações internacionais.

O Departamento de Estado anunciou ainda, em comunicado, que "os Estados Unidos e a Índia também estão a coordenar de perto as questões de segurança regional no Afeganistão", num momento crítico para aquele país, após a decisão de Washington de retirar as suas tropas do terreno.

O avanço dos talibãs no Afeganistão é uma preocupação para Nova Deli, que tem oferecido ajuda, reconhecimento e financiamento ao atual Governo de Cabul no combate contra os insurgentes.

A consolidação da aliança Indo-Pacífico é outro assunto incluído na agenda da visita de Blinken, constituindo matéria de interesse para ambas as partes, depois do acordo de parceria assinado no tempo do ex-Presidente Barack Obama, para conter a expansão chinesa na região.

Washington tem deixado claro que apoia "a afirmação da Índia como uma potência mundial e um parceiro vital nos esforços para garantir que o Indo-Pacífico se torne uma região de crescente paz, estabilidade e prosperidade económica", explicou o Departamento de Estado no comunicado.

A diplomacia norte-americana anunciou ainda que Blinken aproveitará a visita à Índia para fortalecer a resposta global à pandemia de covid-19, em questões que vão desde o tratamento de surtos de doenças infecciosas até ao fortalecimento dos sistemas de saúde.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório