Meteorologia

  • 28 SETEMBRO 2021
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Homem acusado em caso de homicídio com 33 anos após Uber ser parado

A vítima era um menino de oito anos. O suspeito já tinha sido condenado anteriormente por abuso sexual de menores.

Homem acusado em caso de homicídio com 33 anos após Uber ser parado

Um homem, do estado norte-americano da Georgia, foi detido, na sexta-feira, por relação com o caso do homicídio de um menino de 8 anos, que foi encontrado há mais de 30 anos numa área arborizada perto de casa, na zona de Atlanta.

O departamento de Polícia de Roswell anunciou que James Michael Coates, de 56 anos, enfrenta várias acusações, incluindo homicídio, agressão, abuso sexual infantil e adulteração de provas.

James foi detido depois de as provas de ADN o terem ligado à morte de Joshua Harmon, em 1988. A detenção foi feita depois de o Uber onde seguia ter sido mandado parar numa operação stop.

O pequeno Joshua foi dado como desaparecido a 15 de maio de 1988, depois de não ter voltado para casa para jantar. Foi encontrado mais tarde numa zona arborizada ao pé de casa. À altura do crime, James morava no mesmo complexo de apartamentos.

Em fevereiro deste ano, o corpo foi exumado com autorização da família, na esperança de encontrar mais provas e foram feitos testes adicionais de ADN em provas da cena do crime, que acabaram por ligar o homem ao assassinato, disse a polícia. 

As autoridades referiram, também, que estão a decorrer investigações paralelas para saber se James está ligado a outros homicídios. O homem já tinha sido condenado duas vezes por abuso sexual infantil, por crimes que aconteceram em 1990 e 1993. Após a última condenação, passou duas décadas na prisão e foi libertado em agosto de 2013.  

Leia Também: Uber compra empresa de logítica Transplace por quase dois mil milhões

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório