Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2021
Tempo
25º
MIN 14º MÁX 26º

Edição

Blinken desloca-se à Índia em plena retirada dos EUA do Afeganistão

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, desloca-se pela primeira vez à Índia desde que assumiu funções, em janeiro, anunciou hoje o Departamento de Estado, num contexto de crescente inquietação deste aliado dos Estados Unidos face ao Afeganistão.

Blinken desloca-se à Índia em plena retirada dos EUA do Afeganistão
Notícias ao Minuto

17:20 - 23/07/21 por Lusa

Mundo Blinken

Blinken deve encontrar-se na quarta-feira em Nova Deli com o primeiro-ministro indiano Narendra Modi, e com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Subrahmanyam Jaishankar, para abordar diversos temas em que se incluem "a retoma após a pandemia de covid-19, a região indo-pacífico, o Afeganistão e a cooperação com a ONU", anunciou em comunicado a diplomacia indiana.

Blinken prosseguirá a sua viagem em direção ao Koweit, divulgou o seu gabinete.

Será a primeira deslocação do chefe da diplomacia da administração de Joe Biden à Índia, país do qual os Estados Unidos se aproximaram na década de 1990, com os dois países e partilharem pontos de convergência, designadamente face à emergência da China e ao extremismo islâmico.

Em março, o secretário da Defesa, Lloyd Austin, realizou uma visita a Nova Deli.

A Índia inclui-se entre os principais apoiantes do Governo afegão, no poder em Cabul após a queda dos talibãs motivada pela invasão militar dos EUA e justificada pelos atentados de 11 de setembro de 2001.

O Presidente norte-americano ordenou a retirada das forças militares dos EUA presentes no Afeganistão até 31 de agosto, pouco antes do 20.º aniversário dos ataques contra as torres gémeas em Nova Iorque e no Pentágono, que se assinala a 11 de setembro.

Com as forças afegãs privadas do crucial apoio aéreo norte-americano, os talibãs conquistaram vastas zonas rurais do país asiático, em particular no norte e oeste do Afeganistão, longe dos seus tradicionais bastiões do sul.

A Índia investiu no Afeganistão três mil milhões de dólares (cerca de 2,5 mil milhões de euros) desde 2001, que permitiram designadamente construir um novo edifício do parlamento, suscitando fortes reações do vizinho e rival Paquistão, o principal apoiante dos talibãs.

Recentemente, Nova Deli retirou cerca de 50 cidadãos indianos que integravam a equipa do seu consulado em Kandahar, insistindo no caráter temporário desta medida de precaução face aos combates nos arredores desta cidade do sul afegão e antigo bastião talibã.

Sob a Presidência de Joe Biden, os Estados Unidos também procuram reforçar a cooperação com a Índia em torno de temas cruciais, das alterações climáticas à saúde pública, ao anunciarem designadamente um acordo destinado à produção de mil milhões de doses de vacinas anti-covid-19 com o apoio do Japão e Austrália.

Leia Também: Blinken em reunião virtual com muçulmanos uigur detidos na China

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório