Meteorologia

  • 20 SETEMBRO 2021
Tempo
20º
MIN 17º MÁX 27º

Edição

Jovem que teve Covid tem agora tiques que o impedem de controlar o corpo

Alan, de apenas 20 anos, precisa agora de fisioterapia e terapia cognitivo-comportamental.

Jovem que teve Covid tem agora tiques que o impedem de controlar o corpo

Alan teve Covid-19 no início de junho. Apesar de ter sido dado como recuperado da doença, ficou com sequelas neurológicas que lhe causam um transtorno compulsivo involuntário. Desde aí, apesar de ter apenas 20 anos, o jovem natural da Argentina caminha com muita dificuldade, não controla os movimentos do seu corpo e mal consegue dormir.

Após um mês sem diagnóstico preciso, a mãe, Mariela, decidiu pedir ajuda nas redes sociais. Além da onda de solidariedade em volta do filho, um especialista disponibilizou-se para o ajudar.

De acordo com o Dr. Juan Manuel Genco, especialista em movimentos anormais, e com o neurologista Andrés Barboza, ambos do Hospital Luis Lagomaggiore, Alan sofre de um distúrbio funcional, que requer fisioterapia e terapia cognitivo-comportamental, visto que não há nenhum medicamento para este tipo de problemas.

Já a especialista em distúrbios Covid-19, Celia Daraio, explicou ao jovem que não se trata de uma “lesão neurológica”, trata-se sim de “um distúrbio funcional, gerado pela ansiedade e que deve ser tratado com terapia física e cognitiva”.

Apesar de o caso de Alan ser um dos mais graves alguma vez diagnosticados, a médica reconheceu que há muitos pacientes que tiveram Covid-19 e que hoje sofrem de “complicações psicossomáticas”.

Tudo começou no dia 1 de junho, quando Alan testou positivo à Covid-19. Poucos dias depois de ser infetado, começou com sintomas e foi internado com uma pneumonia bilateral. Após uma semana, foi detetada não só carência de vitaminas D e B, como uma reação alérgica que acabou por ser tratada com corticosteróides. 17 dias depois, o jovem argentino começou com espasmos, primeiro nas mãos, depois nos joelhos e agora também no pescoço e nos maxilares. Desde essa altura, Alan já perdeu 13 quilos.

Ao site Clarín, o jovem revelou que está a viver “um pesadelo”. Tem tantas dores que nem consegue descansar ou dormir e perdeu toda a sua autonomia.

Antes de ser infetado com SARS-CoV-2, Alan levava uma vida perfeitamente normal. Estudou instrumentalização cirúrgica, praticava boxe e geria as redes sociais do departamento cultural da autarquia de San Rafael, onde mora. Todos os dias ia de bicicleta para o trabalho. Hoje em dia, nem consegue tomar banho sozinho, comer, usar o telemóvel ou simplesmente andar.

Leia Também: AO MINUTO: Vacinação evitou 700 mortes; EMA aprova vacina para jovens

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório