Meteorologia

  • 25 JULHO 2021
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

São Tomé. Posser da Costa iniciou contactos para apoios na segunda volta

O candidato às presidenciais em São Tomé e Príncipe Guilherme Posser da Costa adiantou hoje que vai iniciar contactos com outros concorrentes para procurar apoios na segunda volta das eleições, prevista para 08 de agosto. 

São Tomé. Posser da Costa iniciou contactos para apoios na segunda volta

"Eu vou iniciar uma série de contactos com outros candidatos que não passaram à segunda volta. Espero obter deles o apoio", disse, em entrevista na sua sede de campanha, na capital são-tomense.

"É evidente que o outro candidato que passou à segunda volta também fará o mesmo", disse, referindo-se a Carlos Vila Nova, primeiro classificado na votação de domingo passado, com 39,47% dos votos (32.022 votos).

Posser da Costa, que obteve 20,75% dos votos (16.829 votos), apelou à união de todos, quando questionado sobre se acredita que terá o apoio dos outros cinco concorrentes do seu partido - Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe - Partido Social Democrata (MLSTP-PSD) -, que avançaram igualmente para esta corrida eleitoral.

"Eu acredito que alguns, por uma razão ou outra, terão ficado magoados, terão avançado com alguns argumentos para justificar talvez o facto de não terem beneficiado do apoio do partido e serem eleitos para este apoio por um órgão estatutário do nosso partido que é o Conselho Nacional. Respeito os sentimentos de uns e de outros", disse.

"É necessário que nós nos unamos porque o que está em causa, para mim, é a democracia e eventuais riscos de a democracia ser posta em causa", comentou, sem querer adiantar mais pormenores.

Posser da Costa identificou os eleitores indecisos como um grupo a que pretende agora dirigir-se.

"Ainda existe uma margem de indecisos. Terei de fazer uma campanha um pouco virada para tentar ir buscar o voto desses indecisos que não votaram não por não quererem exercer o seu poder, mas eu acredito mais por uma razão de algum desconforto, algum desagrado perante a situação atual", referiu.

Na segunda volta, Posser da Costa afirma que irá reforçar as mensagens que transmitiu na primeira campanha.

"A mensagem que transmiti ao povo, de estabilidade e de governabilidade do país, que nós necessitamos para podermos criar um clima de estabilidade, não só estabilidade emocional, mas também de estabilidade social. Precisamos de mais coesão social, por isso refiro a harmonia, comporta a componente institucional e a componente social", referiu, aludindo ao lema da sua candidatura, 'Harmonia e Progresso'.

Leia Também: Covid-19. São Tomé e Príncipe vai poder analisar variantes do coronavírus

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório