Meteorologia

  • 28 OUTUBRO 2021
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

Venezuela: Governo cria grupo de trabalho para substituir importações

A vice-presidente venezuelana, Delcy Rodríguez, anunciou, na terça-feira, a criação de um grupo de trabalho com empresários privados da Venezuela, para substituir as importações de produtos por produção nacional.

Venezuela: Governo cria grupo de trabalho para substituir importações
Notícias ao Minuto

06:03 - 21/07/21 por Lusa

Mundo produção nacional

"O Presidente Nicolás Maduro pediu-me para fazer o seguinte anúncio: estabelece-se uma mesa [de trabalho] entre o Governo nacional e o setor privado para que tragam produtos que possam ser utilizados para substituir os produtos importados por produtos nacionais, e nessa base desenvolver políticas para impulsionar a produção nacional", disse.

Delcy Rodríguez, que também é ministra de Economia e Finanças, falava durante a sessão de abertura da 77.ª Assembleia Anual da Federação de Câmaras de Comércio da Venezuela (Fedecâmaras), a que assistiu como convidada especial.

A governante explicou que a mesa de trabalho faz parte das ações governamentais para garantir o fortalecimento da produção nacional e substituir as importações, sendo necessária "a participação dos setores económicos privados para desenvolver as potencialidades produtivas que a Venezuela tem".

Segundo Delcy Rodríguez, "é difícil compreender" o que acontece atualmente no país, "porque não se pode entender a economia venezuelana sem entender que é uma economia sob assédio e agressão económica externa".

A governante recordou que os Estados Unidos e vários países aplicaram sanções contra a Venezuela, que alegadamente afetariam apenas os funcionários do Governo do Presidente Nicolás Maduro, mas os mecanismos financeiros estão limitados a nível internacional, afetando também os empresários privados.

"Há praticamente 35 países vítimas de agressões económicas (...) e a Venezuela, em apenas cinco anos, passou a ser o 6.º país com maior quantidade de pessoas jurídicas, naturais, públicas e privadas, sancionadas ilicitamente", disse.

Para a governante, as sanções internacionais contra a Venezuela "constituem uma agressão internacional".

Leia Também: CIDH condena Venezuela pela execução extrajudicial de 2 cidadãos pobres

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório