Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2021
Tempo
24º
MIN 17º MÁX 27º

Edição

Adultério sem distanciamento? Johnson aceita desculpas: "Caso encerrado"

Ministro britânico da Saúde foi 'apanhado' a beijar a sua assessora Gina Coladangelo. Polémica 'rebentou' no Reino Unido.

Adultério sem distanciamento? Johnson aceita desculpas: "Caso encerrado"

Depois de o jornal The Sun ter revelado em exclusivo que o ministro britânico da Saúde, Matt Hancock, manteve uma relação adúltera com uma assessora - onde o distanciamento social foi "violado" -, um porta-voz do número 10 de Downing Street veio revelar que Boris Johnson aceitou o pedido de desculpas do governante. 

"O ministro aceitou que violou as regras de distanciamento social", começou por referir, acrescentando que, "obviamente", pediu perdão pelo sucedido ao primeiro-ministro. 

Boris Johnson "aceitou as desculpas de Matt Hancock e considera o caso encerrado". Foi ainda assegurado que o chefe do governo britânico mantém "confiança total" no seu ministro. 

De lembrar que o jornal noticiou que Hancock - casado e com três filhos -, mantinha uma relação extraconjugal com a assessora Gina Coladangelo, também ela casada. O The Sun mostrou uma imagem de ambos a trocarem um beijo, tendo sido 'apanhados' pelas câmaras de vigilância de Whitehall, escritório do governante. A situação terá ocorrido em maio, mês em que abraços entre pessoas de agregados familiares diferentes eram proibidos.

O ministro da Saúde também já pediu desculpas públicas pelo sucedido, numa mensagem divulgada ao final da manhã: "Admito ter violado as regras de distanciamento social nestas circunstâncias. Desiludi as pessoas e peço desculpa".

Contudo, Matt Hancock recusou demitir-se do cargo, mostrando-se determinado em continuar "focado a trabalhar para tirar o país desta pandemia" e pedindo respeito pela privacidade da família "neste assunto privado".

Já o recrutamento de Gina Coladangelo para o ministério da Saúde, que Matt Hancock terá conhecido na faculdade e que atualmente dirige as comunicações de uma rede de lojas fundada pelo marido, também está a levantar dúvidas.

Também Hancock tem estado sob pressão ultimamente, depois de Dominic Cummings, ex-assessor do primeiro-ministro, o acusar de ter mentido em várias ocasiões e dizer que ele deveria ter sido demitido. 

Leia Também: Ministro britânico admite ter violado distanciamento em relação adúltera

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório