Meteorologia

  • 27 JULHO 2021
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Espanha com mais 4.507 casos e 18 mortes. Incidência aumenta ligeiramente

O país conta, em termos cumulativos, com mais de 3,7 milhões de casos confirmados do novo coronavírus.

Espanha com mais 4.507 casos e 18 mortes. Incidência aumenta ligeiramente

Espanha contabilizou, nas últimas 24 horas, mais 4.507 novos contágios de Covid-19 e 18 vítimas mortais associadas à doença, informou esta quinta-feira o Ministério da Saúde do país.  

De acordo com os dados da tutela, a incidência subiu hoje ligeiramente de 92,57 para 93,19 casos por 100 mil, depois de várias semanas a baixar.

As comunidades autónomas com os níveis mais elevados são as da Andaluzia (166), La Rioja (136), Catalunha (110), Navarra (99), País Basco (98), Aragão (82) e Madrid (77).

A mesma tendência verifica-se no número de casos diários, considerando que ontem foram identificados 4.341 infetados num dia. Ainda assim, o número de óbitos diários baixou, sendo que na véspera foram reportadas 29 mortes. 

Contudo, o Ministério ressalva que nos dados de hoje não foram atualizados os casos positivos de Valência, devido à celebração do São João na região. 

Nas últimas 24 horas, deram entrada nos hospitais de todo o país 273 pessoas com a doença (265 na quarta-feira), das quais 78 na Andaluzia, 44 na Catalunha e 38 em Madrid.

Por outro lado, desceu para 2.409 o número de hospitalizados com covid-19 (2.504), o que corresponde a 2,0% das camas, dos quais 659 pacientes estão em unidades de cuidados intensivos (683), 7,1% das camas desses serviços.

Espanha conta soma assim, desde o início da pandemia, 3.777.539 contágios e 80.776 vítimas mortais. 

Também de acordo com os dados oficiais, 15,6 milhões de pessoas já estão completamente vacinadas contra a covid-19 (32,9% da população total), e 24,1 milhões têm pelo menos uma das doses (50,7%), em cerca de 47,4 milhões de habitantes que tem o país.

O Governo espanhol aprovou hoje o decreto-lei que modifica a lei sobre a nova normalidade no sentido de autorizar o regresso do público aos estádios de futebol e aos campos de basquetebol na próxima época, mas com uma capacidade máxima que vai ser decidida pelas comunidades autónomas.

Madrid também aprovou a legislação para permitir que as máscaras deixem de ser de utilização obrigatória no exterior a partir deste sábado, 26 de junho, desde que a distância de segurança de um metro e meio seja respeitada.

O Conselho de Ministros flexibilizou assim as regras que há mais de um ano obrigavam, em qualquer circunstância e espaço, a utilização de máscara.

A ministra da Saúde, Carolina Darias, já tinha explicado na quarta-feira que as máscaras deixarão de ser obrigatórias no exterior, "desde que seja respeitada uma distância de segurança de um metro e meio" entre pessoas, mas sublinhou que cada um terá de as ter "à mão" e utilizá-las nos espaços interiores.

A máscara continuará a ser obrigatória em espaços públicos fechados, tais como bibliotecas, farmácias ou supermercados, e também nos transportes públicos.

A nova regra do Governo espanhol prevê que a máscara é obrigatória em eventos de massas, tais como um jogo de futebol ou concertos, mas pode ser tirada se o espetador estiver sentado e respeitar o metro e meio de distância.

Leia Também: AO MINUTO: Desconfinamento suspenso; Mais 16 concelhos em risco de recuar

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório