Meteorologia

  • 25 JULHO 2021
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

Honduras abre embaixada em Jerusalém e é o quarto país a fazê-lo

As Honduras abriram hoje uma embaixada em Jerusalém, tornando-se o quarto país a fazê-lo depois da administração de Donald Trump ter decidido mudar a missão diplomática dos Estados Unidos em Israel de Telavive para Jerusalém em 2018.

Honduras abre embaixada em Jerusalém e é o quarto país a fazê-lo

Para marcar a ocasião, o Presidente hondurenho, Juan Orlando Hernandez, e o primeiro-ministro israelita, Naftali Bennett, assinaram hoje vários acordos de cooperação bilateral, segundo a agência noticiosa norte-americana Associated Press.

Bennett disse que a abertura da embaixada das Honduras em Jerusalém e a planeada reabertura da missão diplomática de Israel em Tegucigalpa são "outra demonstração da profunda amizade e ligação" entre os dois países. O Estado hebreu teve uma embaixada nas Honduras até à década de 1990.

Hernandez, que visitou Jerusalém em 2019, prometeu, na altura, mudar a embaixada do seu país para a cidade, tendo o então primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, prometido por seu turno reabrir a embaixada de Tegucigalpa.

A decisão da administração Trump de cumprir uma promessa de longa data dos Estados Unidos e transferir a embaixada para Jerusalém, após o reconhecimento por Washington de que a cidade era a capital de Israel, quebrou o consenso internacional e enfureceu os palestinianos.

A ação norte-americana foi seguida alguns dias depois pela Guatemala e pelo Paraguai, mas este mudou de ideias após cerca de três meses e a sua representação diplomática regressou a Telavive. Antes das Honduras, o Kosovo também tinha aberto uma embaixada em Jerusalém.

Israel considera Jerusalém a sua capital indivisível, mas os palestinianos reclamam a zona oriental da cidade para capital do Estado a que aspiram. Jerusalém Oriental, a parte palestiniana da cidade, inclui a Cidade Velha, com locais sagrados para judeus, cristãos e muçulmanos.

Jerusalém Oriental foi ocupada pelos israelitas em 1967 e posteriormente anexada.

A maioria dos países tem embaixada em Telavive devido ao disputado estatuto de Jerusalém, uma das questões mais sensíveis no conflito do Médio Oriente.

Leia Também: EUA querem apoiar Honduras, Guatemala e El Salvador para travar imigração

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório