Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2021
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

EUA culpam os Talibãs pela atual violência no Afeganistão e apelam à paz

Os Estados Unidos apelaram hoje ao fim da violência no Afeganistão, apontando os Talibãs como os grandes responsáveis pelo atual clima, declarações que surgem três dias antes da visita do presidente afegão, Ashraf Ghani, à Casa Branca.

EUA culpam os Talibãs pela atual violência no Afeganistão e apelam à paz

"Instamos as partes a envolverem-se em negociações sérias para definir um roteiro político para o futuro do Afeganistão", destacou o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Ned Price.

Em declarações aos jornalistas, o responsável reforçou o "pedido para o fim da violência atual, que é em grande parte causada pelos Talibãs".

Os insurgentes têm o controlo da principal rota de saída do Afeganistão, pelo Tajiquistão, um centro nevrálgico nas relações económicas com a Ásia Central, numa fase em que os Estados Unidos estão em retirada total das suas forças.

"A violência deve parar. Continuamos a acreditar que uma resolução negociada é a única maneira de acabar com 40 anos de guerra", acrescentou, citado pela agência AFP.

Desde o início da retirada das tropas norte-americanas, em maio, que os Talibãs têm intensificado as suas ofensivas.

No entanto, o Pentágono deu a entender na segunda-feira que a retirada pode ser intencionalmente desacelerada para lidar com estes ataques, mantendo como meta cumprir o prazo de 11 de setembro para a retirada completa.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deve receber o seu homólogo afegão, Ashraf Ghani, em Washington, na sexta-feira, assim como o responsável pelo processo de paz em Cabul, Abdullah Abdullah.

Leia Também: Afeganistão: Talibãs já capturaram mais de 50 dos 370 distritos do país

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório