Meteorologia

  • 05 AGOSTO 2021
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Namorada de Tomás Gimeno não sabia que ele estava com as filhas

Tribunal acabou com as especulações ao esclarecer que a companheira de Tomás Gimeno não sabia, em nenhum momento, das intenções do homem para com as duas filhas menores.

Namorada de Tomás Gimeno não sabia que ele estava com as filhas

Apesar de ter deixado bens à namorada antes de desaparecer, Tomás Gimeno, o pai de Anna e Olivia, não informou a atual companheira, na carta de despedida que lhe deixou, que estava com as crianças.

Assim sendo, segundo nova ordem judicial conhecida nesta quarta-feira, a mulher não poderia saber do crime.

No dia do desaparecimento, Tomás deixou Olivia nas aulas de alemão e entregou à companheira, diretora do centro, um estojo com uma fita adesiva, pedindo que lhe ligasse às 23h00.

Apesar disso, a mulher abriu o estojo às 17h20. Dentro, encontrou 6.200 euros em dinheiro e uma carta de despedida que não fazia qualquer alusão às menores.

O Tribunal de Primeira Instância deixa, assim, cair por terra a teoria que tinha sido vinculada por alguns meios de comunicação espanhóis nos últimos dias, e que dava conta de que a namorada saberia que o pai das meninas não tencionava entregá-las à mãe e não o teria denunciado.

Recorde-se que as duas meninas estavam desaparecidas desde o dia 27 de abril. Na semana passada, as autoridades encontraram o corpo de Olivia dentro de uma mala presa à âncora de um barco, no fundo do mar. Uma outra bolsa vazia leva a crer que lá dentro estaria o corpo da menina mais nova, Anna, que continua a ser procurado.

O corpo da menina de seis anos foi encontrado com a ajuda do navio oceanográfico 'Ángeles Alvariño', que há vários dias procedia a buscas na zona onde foi identificado o sinal de telemóvel de Tomás Gimeno pela última vez.

O relatório preliminar da autópsia ao corpo de Olivia, a mais velha das duas meninas, diz que morreu de endema pulmonar agudo.

De acordo com a agência EFE, há possibilidade de o pai ter matado as crianças ainda na sua propriedade, em Igueste de Candelaria, antes de as levar para o barco, num plano premeditado para fazer sofrer a ex-companheira e mãe das meninas. Acredita-se que Tomás Gimeno poderá, depois disso, ter-se suicidado.

Leia Também: Navio 'Ángeles Alvariño' participará nas buscas por Anna até 5.ª feira

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório