Meteorologia

  • 25 JULHO 2021
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

UE aprova retoma de viagens com os EUA e outros sete países

Em Portugal, as viagens não essenciais de e para os Estados Unidos são permitidas desde ontem.

UE aprova retoma de viagens com os EUA e outros sete países

A União Europeia (UE) aprovou, esta quarta-feira, a retoma das viagens não essenciais com os Estados Unidos e com sete outros países.

Reunidos hoje em Bruxelas, os embaixadores dos 27 deram 'luz verde' à proposta apresentada pela presidência portuguesa do Conselho da UE de acrescentar Estados Unidos, Albânia, Líbano, Macedónia do Norte, Sérvia e Taiwan à lista de países terceiros e territórios cujos residentes não deverão ser afetados pela restrição temporária das viagens não indispensáveis para a UE, aplicável nas fronteiras externas. 

Foi também eliminada cláusula de reciprocidade aplicada às regiões administrativas de Macau e Hong Kong, o que significa que os cidadãos desses dois locais podem viajar para a UE, independentemente de estes territórios imporem ou não restrições à entrada de cidadãos comunitários.

A medida inclui viajantes que ainda não estejam vacinados, mas cada país pode exigir um teste negativo à Covid-19.

Alguns países da UE, como Portugal, já começaram a abrir as fronteiras para os viajantes dos EUA, mas a mudança de todo o bloco deverá dar um novo impulso ao setor do turismo..

Em Portugal, as viagens não essenciais de e para os Estados Unidos da América (EUA) são permitidas desde ontem, de acordo com um despacho do Governo publicado em Diário da República. A medida vigora, pelo menos, até ao dia 27 de junho. 

A lista de países para onde as viagens para a Europa já eram permitidas incluía, até agora, Japão, Austrália, Israel, Nova Zelândia, Ruanda, Singapura, Coreia do Sul e Tailândia.

Além disso, viajantes de países não pertencentes à UE já podem entrar no bloco, desde que estejam vacinados contra o novo coronavírus.

O acordo de hoje entre os 27, ao nível de embaixadores, será formalizado na próxima sexta-feira pelo Conselho da UE, em concreto o Conselho de ministros da Economia e Finanças (Ecofin), como ponto sem discussão, precisaram fontes diplomáticas à Lusa.

[Notícia atualizada às 12h43]

Leia Também: Von der Leyen viaja para Lisboa já com novo certificado digital Covid-19

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório