Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2021
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

Especialistas alertam para proliferação de explosivos na RDCongo

Um grupo de especialistas das Nações Unidas encarregado de aplicar sanções na República Democrática do Congo (RDCongo) alertou para a proliferação de engenhos explosivos improvisados no nordeste do país, segundo um relatório anual apresentado ao Conselho de Segurança.

Especialistas alertam para proliferação de explosivos na RDCongo
Notícias ao Minuto

17:45 - 15/06/21 por Lusa

Mundo RDCongo

"O grupo recomenda que o Conselho de Segurança mandate a Monusco [força da Organização das Nações Unidas na RDCongo] para melhorar a sua capacidade de combate aos engenhos explosivos improvisados", referiu o relatório citado pela agência France-Presse.

Segundo os especialistas, as forças de manutenção de paz devem desenvolver a sua "capacidade de sensibilização, busca, deteção e resposta" aos engenhos explosivos improvisados.

Durante o período analisado, "particularmente nas áreas operacionais das ADF [Forças Democráticas Aliadas, na sigla em inglês, com base no Uganda], registaram-se incidentes de utilização de engenhos explosivos improvisados".

De acordo com os especialistas, a utilização deste tipo de armas destina-se mais a garantir o controlo de áreas do que a ser utilizada como um instrumento terrorista.

No relatório, os peritos abordaram também a morte, em fevereiro, do embaixador italiano na RDCongo, Luca Attanasio, no leste do país durante um ataque a uma caravana de ajuda humanitária do Programa Alimentar Mundial.

Neste caso, os autores do documento dizem que não conseguiram estabelecer a identidade dos autores do ataque, recordando que ainda decorrem as investigações nacionais e internacionais.

No início de maio, Kinshasa declarou um estado de sítio em algumas das regiões do país. Esta condição deverá manter-se e envolve a transferência de poder dos governantes locais para os militares.

O objetivo da iniciativa é erradicar a violência perpetrada por cerca de 120 grupos armados ativos no leste do país, segundo o chefe de Estado congolês, Félix Tshisekedi.

Leia Também: RDCongo. Detido por desviar ajuda a deslocados por erupção vulcânica

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório