Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2021
Tempo
25º
MIN 16º MÁX 28º

Edição

Detido em Espanha líder de crime organizado holandês procurado há 5 anos

O criminoso matou um DJ dos Países Baixos por engano e acabou preso.

Detido em Espanha líder de crime organizado holandês procurado há 5 anos

O seu alvo era Naoufal Fassih, um dos líderes do crime organizado dos Países Baixos, mas enganou-se e o tiro matou um conhecido DJ daquele país. Cinco anos depois, os agentes da Unidade Operativa Central da Guardia Civil (UCO) prenderam-no em San Pedro de Alcántara, na cidade espanhola de Málaga, e um juiz condenou-o a prisão.

Noureddine H., era um fugitivo que, em outubro de 2016, queria acertar contas com Naoufal Fassih, mais conhecido como Nofell, num estacionamento em Amesterdão, mas encontrou o homem errado e disparou contra o veículo do DJ da capital holandesa Djordy Latumahina.

O DJ morreu, a namorada ficou gravemente ferida e a filha de dois anos saiu ilesa. A família morava nos mesmos apartamentos do que o líder da organização criminosa que pretendia matar, conta o La Vanguardia.

Depois do crime, sete pessoas foram detidas nos Países Baixos e condenadas a mais de 30 anos de prisão. No entanto, o autor moral do crime continuava desaparecido, tendo agora sido descoberto em Espanha, onde tem estado escondido desde há vários meses. Além do homicídio do DJ, as autoridades holandesas acusam Noureddine de replanear a morte de Nofell, em Berlim, em julho do ano passado.

Nofell, que atualmente se encontra na prisão por inúmeros crimes e que milagrosamente escapou à nova tentativa de assassinato, é considerado pelas autoridades holandesas como um dos principais líderes do crime organizado na Holanda dos últimos tempos.

Depois de várias semanas de vigilância, a polícia holandesa encontrou Noureddine numa casa em Málaga, após vários membros da família se terem mudado para o país. No entanto, o criminoso quase não saía de casa e quando o fazia era para ir ao ginásio ou encontrar-se com um líder de clãs criminosos europeus, viagens em que era sempre acompanhado pela sua escolta.

No dia 23 de maio, os agentes observaram que o suspeito mais uma vez saiu de seu local de residência e o Grupo de Ação Rápida (GAR) da Guardia Civil procedeu à detenção. Após ser presente a tribunal, foi decretado que ficará em prisão preventiva até ser extraditado para os Países Baixos.

Leia Também: Detida em Málaga por agredir companheiro com martelo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório