Meteorologia

  • 13 JUNHO 2021
Tempo
23º
MIN 18º MÁX 29º

Edição

Apoio de Biden permite crimes de Israel contra palestinianos, diz Tlaib

A congressista confrontou o presidente pela sua posição no conflito entre Israel e o Hamas. Considera que Biden deve fazer mais para proteger as vidas dos palestinianos e os direitos humanos.

Apoio de Biden permite crimes de Israel contra palestinianos, diz Tlaib

Joe Biden tem sido pressionado de uma forma crescente pelos democratas no Congresso, nomeadamente pela ala mais progressista do partido, a tomar uma posição mais dura relativamente aos bombardeamentos diários de Israel em Gaza, que visam o Hamas, mas que têm ceifado a vida a muitos inocentes.

Esta terça-feira, durante uma visita a Detroit, no estado do Michigan, o presidente norte-americano foi confrontado por uma das principais faces da ala progressista do Partido Democrata, a congressista eleita pelo Michigan, Rashida Tlaib.

Segundo o The New York Times, que cita um assessor democrata com conhecimento da conversa entre Tlaib e Biden, a congressista disse ao presidente que a sua política de apoio incondicional a Israel está a permitir que Benjamin Netanyahu cometa crimes contra os palestinianos. Tlaib disse ainda que Biden deve fazer mais para proteger as vidas dos palestinianos e os direitos humanos.

O diálogo entre Tlaib e Biden numa pista de aeroporto junto ao Air Force One ficou registado em imagens, mas a Casa Branca ainda não teceu comentários sobre a conversa.

Depois do encontro, quando discursava numa fábrica da Ford, em Dearborn, Biden elogiou Tlaib. “Admiro o teu intelecto, admiro a tua paixão e a tua preocupação por tantas outras pessoas”, declarou o presidente dos Estados Unidos, antes de fazer uma menção à avó da congressista, Muftia Tlaib, que vive na Cisjordânia, território que também tem vivido dias de tensão.

“Rezo para que a tua avó e família estejam bem. Prometo-te, vou fazer de tudo para me certificar que estão bem”, sublinhou Biden.

A escalada do conflito entre Israel e o Hamas na Faixa de Gaza já provocou a morte a mais de 200 pessoas. 

Leia Também: Joe Biden comunica a Netanyahu que apoia cessar-fogo em Gaza

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório