Meteorologia

  • 25 JUNHO 2021
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 33º

Edição

Com 2% da população vacinada, Quénia prestes a ficar sem stock de vacinas

Devido à crise pandémica que se vive na Índia - principal fornecedor de vacinas do programa Covax - muitos outros países veem o seu plano de vacinação afetado.

Com 2% da população vacinada, Quénia prestes a ficar sem stock de vacinas

O Quénia vai ficar sem stock de vacinas contra a Covid-19 entre a última semana de maio e a primeira de junho, anunciou a task force responsável pela vacinação no país.

"Já administrámos 91% das nossas doses", afirma Willis Akhwale, citado pela CNN.

Apesar disso, menos de 2% do total de 52 milhões de pessoas que vivem Quénia já foram inoculadas com a primeira dose da vacina.

Recorde-se que o plano de vacinação no país começou em março, dando prioridade aos trabalhadores da linha da frente no combate à pandemia, aos professores e às pessoas com mais de 58 anos. 

A África Oriental recebeu pouco mais de 1 milhão das 3,6 milhões de doses de AstraZeneca prometidas pela aliança global de partilha de vacinas Covax até maio. Isto significa que o Quénia recebeu menos de metade das vacinas do que estava à espera.

O Ministério da Saúde tinha inicialmente planeado administrar as segundas doses após oito semanas. Mas, em abril, adiou esta medida para 12 semanas.

A Covax - iniciativa que fornece doses com desconto ou gratuitas para países de menor rendimento - depende largamente dos fabricantes de vacinas da Índia. Mas a Índia, a enfrentar a sua própria crise de Covid-19, parou todas as exportações de vacinas.

Leia Também: OMS pede a países ricos para não vacinarem jovens e doarem vacinas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório