Meteorologia

  • 23 JUNHO 2021
Tempo
27º
MIN 15º MÁX 27º

Edição

Chuvas e ventos fortes provocam pelo menos seis mortes na Índia

Pelo menos seis pessoas morreram hoje, na Índia, na sequência de chuvas torrenciais e ventos fortes, e milhares de pessoas estão a ser deslocadas devido à chegada de um ciclone ao país, informaram as autoridades.

Chuvas e ventos fortes provocam pelo menos seis mortes na Índia
Notícias ao Minuto

20:16 - 16/05/21 por Lusa

Mundo Índia

O ciclone Tauktae, a primeira grande tempestade tropical da época, está a dirigir-se para norte paralelamente à costa ocidental do país, provocando chuva abundante, trovoadas e ventos fortes em vários estados indianos, segundo o serviço meteorológico.

É esperado que o ciclone atinja o estado ocidental de Gujarat na terça-feira, com ventos entre 155 e 165 quilómetros por hora e rajadas até 185 quilómetros por hora, de acordo com a mesma fonte.

Milhares de socorristas foram mobilizados nos estados ameaçados e unidades da guarda costeira, marinha, exército e força aérea estão em alerta, disse o ministro do Interior, Amit Shah, num comunicado.

No sábado, quatro pessoas morreram devido a chuvas e ventos fortes que atingiram o estado de Karnataka, segundo a agência de gestão de emergências.

Várias aldeias e pequenas cidades ficaram alagadas e as propriedades danificadas, disseram as autoridades.

Também no turístico estado de Goa duas pessoas morreram hoje, anunciou o chefe do governo local, Pramod Sawant.

A eletricidade está desligada, cerca de 200 casas sofreram danos, as estradas estão cortadas e há árvores caídas, descreveu Pramod Sawant.

Duas outras pessoas estão mortas e 23 pescadores encontram-se desaparecidos no estado vizinho de Kerala, transmitiram os meios de comunicação locais.

Perante a previsão de a tempestade fazer subir três metros o nível da água do mar, 150 mil pessoas vão ser retiradas das zonas costeiras de Gujarat, onde a campanha de vacinação contra a covid-19 estará suspensa na segunda e terça-feira.

Os hospitais que tratam doentes com o novo coronavírus estão a providenciar sistemas de energia de emergência, o fornecimento de oxigénio e energia aos hospitais do estado será assegurado 24 horas por dia e centenas de pacientes com covid-19 serão retirados dos hospitais de campanha.

A Índia enfrenta uma vaga epidémica mortal que levou o seu sistema de saúde a um ponto de rutura e está a ficar sem camas hospitalares, oxigénio e medicamentos.

O país de 1,3 mil milhões de pessoas registou hoje mais de 311.170 novas infeções, aumentando o número oficial de pessoas infetadas para 24,7 milhões.

Mais de 270 mil pessoas morreram vítimas da pandemia e nas últimas 24 horas verificaram-se mais 4.077 vítimas mortais, números que os peritos acreditam serem superiores.

Em maio de 2020, mais de 110 pessoas morreram quando o "super ciclone" Amphan devastou a Índia Oriental e o Bangladesh.

Leia Também: Polícia investiga aparecimento de corpos enterrados nas margens do Ganges

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório