Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2021
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

Covid-19: Desconhecida causa de morte dos 71 corpos encontrados no Ganges

As autoridades indianas informaram hoje que ainda não determinaram a causa de morte das várias dezenas de corpos encontrados nas margens do rio Ganges, após informações que indicavam que os cadáveres eram de vítimas de Covid-19.

Covid-19: Desconhecida causa de morte dos 71 corpos encontrados no Ganges
Notícias ao Minuto

17:36 - 11/05/21 por Lusa

Mundo Índia

Citadas pela agência norte-americana Associated Press (AP), fontes oficiais do estado de Bihar, no leste da Índia, afirmaram que as autoridades de saúde conseguiram recuperar, até segunda-feira à noite, um total de 71 corpos.

As mesmas fontes referiram que as autoridades de saúde iniciaram hoje as autópsias, mas que ainda não conseguiram apurar as causas de morte das vítimas devido à decomposição dos corpos.

Numa altura em que a Índia enfrenta uma vaga avassaladora de novos contágios pelo novo coronavírus, as imagens dos corpos a flutuar no rio Ganges foram amplamente divulgadas nas últimas horas nas redes sociais e nos 'media' internacionais, tendo gerado indignação e especulação sobre a causa de morte destas pessoas.

Vários relatos locais, citados pelos 'media', apontavam que eram vítimas da doença covid-19, cujos corpos terão sido deitados ao rio porque os crematórios no país já não têm capacidade de resposta devido ao número elevado de mortos provocado pela pandemia.

A falta de recursos financeiros das famílias indianas para comprar madeira para as piras funerárias também foi outro motivo apontado para o desencadear desta situação.

Entretanto, mais corpos foram hoje encontrados a flutuar nas margens do rio no distrito de Ghazipur, no estado "vizinho" de Uttar Pradesh.

"Estamos a tentar descobrir de onde vieram estes cadáveres. Como chegaram aqui", disse Mangla Prasad Singh, um funcionário local, citado pela AP.

Os estados de Bihar e de Uttar Pradesh, dois dos mais pobres da Índia, constam entre as zonas do país que registam um aumento significativo de casos de covid-19.

Nas últimas 24 horas, a Índia registou 329.942 novos casos de covid-19, o valor mais baixo nos últimos 14 dias, depois de ter ultrapassado as 400 mil infeções durante quatro dias consecutivos na última semana, segundo dados oficiais.

No mesmo período, o país contabilizou ainda 3.876 mortes provocadas pelo novo coronavírus, aumentando para 249.992 o total de óbitos desde o início da pandemia.

Com um total acumulado superior a 22,9 milhões de casos de covid-19, a Índia é o segundo país no mundo com mais infeções, depois dos Estados Unidos da América (EUA).

Os especialistas admitem que estes números estão certamente subestimados.

Uma nova variante do coronavírus SARS-CoV-2 identificada inicialmente na Índia foi na segunda-feira classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma "variante de preocupação ou de interesse global", após estudos que apontam para um maior grau de contágio em comparação com o vírus original.

A pandemia da doença covid-19 provocou pelo menos 3.306.037 mortos no mundo, resultantes de mais de 158,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença covid-19 é transmitida por um novo coronavírus (SARS-Cov-2) detetado em dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: Índia com 329 mil casos, valor mais baixo nos últimos 14 dias

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório