Meteorologia

  • 14 JUNHO 2021
Tempo
20º
MIN 17º MÁX 31º

Edição

Supremo obriga governo indiano a fornecer mais oxigénio a hospitais

O governo da Índia concordou em aumentar a distribuição oxigénio aos hospitais de Nova Deli, na sequência de uma decisão do Supremo Tribunal, o que poderá aliviar a escassez que assola o país há duas semanas.

Supremo obriga governo indiano a fornecer mais oxigénio a hospitais
Notícias ao Minuto

22:32 - 06/05/21 por Lusa

Mundo Covid-19

Por decisão do Supremo Tribunal, o executivo liderado por Narendra Modi concordou hoje em aumentar a distribuição diária de oxigénio de 490 para 730 toneladas, mas negou lentidão na distribuição de equipamentos médicos essenciais doados por outros países, adianta a Associated Press (AP).

A maior instância judicial do país interveio depois da morte de 12 pacientes, um dos quais um médico, que tinham contraído covid-19 no Hospital Batra de Nova Deli e que ficou sem oxigénio médico durante 80 minutos.

Na noite de quarta-feira, outras 11 pessoas morreram quando a pressão no oxigénio utilizado nos doentes internados e que estavam a utilizar os ventiladores baixou repentinamente, por causa de um problema com uma das válvulas, explicitou o The Times of India.

O número de infeções diárias na Índia ultrapassou na quarta-feira os 400.000 pela segunda vez, desde o início da já apelidada "vaga devastadora".

O total de contágios do país desde o início da pandemia situa-se agora em mais de 21 milhões.

Com mais 3.980 mortes nas últimas 24 horas, a Índia já contabilizou 230.168 óbitos desde que o SARS-CoV-2 se espalhou pelo país.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.244.598 mortos no mundo, resultantes de mais de 155,1 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram  16.988 pessoas dos 838.475 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: OMS. Atraso na entrega de vacinas da Índia arrisca nova vaga em África

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório