Meteorologia

  • 10 MAIO 2021
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Nova Iorque vai levantar este mês a grande maioria das restrições

O governador de Nova Iorque anunciou hoje que, nas próximas semanas, irá levantar a maioria das restrições impostas aos bares, restaurantes, teatros ou museus por causa da covid-19 e que o metropolitano da cidade voltará a funcionar 24 horas.

Nova Iorque vai levantar este mês a grande maioria das restrições
Notícias ao Minuto

20:18 - 03/05/21 por Lusa

Mundo Covid-19

Numa conferência de imprensa, Andrew Cuomo referiu que o levantamento de várias restrições, previsto para as próximas semanas, constitui "mais um passo" na estratégia do regresso à normalidade da cidade e do estado de Nova Iorque, estando ponderada a possibilidade de se pôr termo a todas as medidas até 01 de julho, tal como afirmou na semana passada o 'mayor' da "Big Apple", Bill de Blasio.

A partir de dia 19 deste mês, adiantou, terminarão as restrições que se mantinham na hotelaria, lazer e estabelecimentos comerciais, como lojas, ginásios ou cabeleireiros.

Os estabelecimentos, no entanto, terão de garantir que há espaço suficiente para os clientes manterem uma separação de quase dois metros, embora haja algumas exceções.

Os restaurantes, por exemplo, não terão de cumprir essa exigência se tiverem barreiras que separem as mesas. Nem a distância terá de ser mantida nesses espaços ou eventos em que todas as pessoas são obrigadas a apresentar um comprovativo de vacinação contra a covid-19 ou um teste negativo. 

As novas regras em Nova Iorque, coordenadas com os estados vizinhos de Nova Jérsia e Connecticut, também permitem aumentar o limite de participantes em encontros ao ar livre de 200 para 500 pessoas e em ambientes fechados de 100 para 250. 

As grandes instalações -- estádios e teatros, por exemplo - poderão superar esses números caso exijam exames de vacinação ou negativos e tenham espaço para manter a distância necessária. 

A partir de 19 de maio, os grandes espaços poderão operar com uma capacidade de 30% de sua capacidade, em comparação com os 10% atuais.

"Os casos de covid-19 estão a diminuir na cidade de Nova Iorque e em todo o estado. Enquanto nos concentramos na reconstrução da nossa economia, ajudando as empresas e colocando as pessoas de volta ao trabalho, será a hora de recuperar a capacidade total do metropolitano", disse Cuomo.

Nova Iorque começou a fechar há pouco mais de um ano o metropolitano por várias horas todas as noites, numa altura em que a pandemia estava no auge, para facilitar a desinfeção e a limpeza diária das carruagens.

Durante meses, o metropolitano de Nova Iorque fechou entre a 01:00 e as 05:00 locais e, hoje em dia, ainda não funciona entre 02:00 e as 04:00.

Os Estados Unidos são o país do mundo mais afetado, tanto em número de mortes como nos casos de infeção: 577.045 óbitos e 32.421.713 casos, desde o início da pandemia, de acordo com a mais recente contagem efetuada pela Universidade Johns Hopkins.

O estado de Nova Iorque foi um dos mais duramente atingidos pela pandemia.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.203.937 mortos no mundo, resultantes de mais de 152,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório