Meteorologia

  • 17 JUNHO 2021
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 21º

Edição

Três 'rockets' disparados da Faixa de Gaza contra sul de Israel

O Exército israelita informou sexta-feira que três 'rockets' foram disparados da Faixa de Gaza contra o sul de Israel, sem causar vítimas.

Três 'rockets' disparados da Faixa de Gaza contra sul de Israel
Notícias ao Minuto

06:00 - 24/04/21 por Lusa

Mundo Conflito

Um dos 'rockets', disparados já durante a noite, foi intercetado pelo escudo de mísseis israelita Iron Dome ("Cúpula de Ferro") e os outros dois caíram perto da zona de segurança entre Israel e a Faixa de Gaza, segundo a mesma fonte. 

O ataque coincidiu com violentos confrontos entre judeus e árabes na cidade de Jerusalém, já considerados os mais graves dos últimos cinco anos, que já fizeram mais de uma centena de feridos e levaram a dezenas de detenções.

A violência, concentrada nas imediações da Cidade Velha, envolve civis palestinianos, polícias israelitas e jovens judeus ultra direitistas.

O Crescente Vermelho palestiniano referiu-se a 105 feridos, 20 dos quais foram transferidos para hospitais, enquanto a polícia israelita informou que 20 efetivos também ficaram feridos e que foram detidas 44 pessoas.

Os confrontos eclodiram na sequência de uma marcha do movimento judeu de extrema-direita Lahava, um grupo abertamente hostil contra os palestinianos.

Na quinta-feira, as forças da ordem destacaram centenas de agentes e uma unidade de cavalaria perto da Porta de Damasco, para proteger "a liberdade de expressão" dos manifestantes.

De acordo com testemunhas, durante a marcha alguns membros do movimento Lahava gritaram "morte aos árabes", provocando o confronto com os palestinianos que se preparavam para a oração noturna do Ramadão, na Esplanada das Mesquitas.

Os jovens palestinianos organizaram uma contramanifestação para bloquear a marcha tendo os incidentes ocorrido junto à entrada da Cidade Velha, situada na parte oriental de Jerusalém, anexada por Israel.

A União Europeia (UE) manifestou hoje a sua "profunda" preocupação pelos "violentos" confrontos ocorridos durante a noite em Jerusalém, apelando à "calma e uma redução imediata das tensões".

Em comunicado, o porta-voz do Serviço europeu de Ação Externa, Peter Stano, declarou que a UE O porta-voz disse que a UE constatou que "estes últimos incidentes seguem-se a várias noites de tensão e violência" na cidade, "bem como em Jaffa no princípio da semana".

Leia Também: Aviões israelitas bombardearam alvos do Hamas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório