Meteorologia

  • 06 MAIO 2021
Tempo
22º
MIN 14º MÁX 23º

Edição

Receio por tripulação do submarino cresce. Oxigénio acaba em menos de 24h

As forças armadas indonésias temem que o navio tenha afundado a uma profundidade demasiado grande para ser alcançado ou recuperado. Presidente indonésio disse que a principal prioridade é a segurança dos 53 tripulantes e que tudo será feito para localizar o submarino.

Receio por tripulação do submarino cresce. Oxigénio acaba em menos de 24h

Prosseguem as operações de busca pelo submarino KRI Nanggala-402 ao largo da costa da ilha de Bali, na Indonésia. As operações estão numa verdadeira corrida contra o tempo. O submarino desapareceu na quarta-feira e o oxigénio disponível deve acabar em menos de 24 horas.

Um dos receios das forças armadas indonésias é que o submarino tenha afundado a uma profundidade demasiado grande para poder ser alcançado ou recuperado a tempo, segundo a Associated Press.

Face ao limite do oxigénio no navio, o porta-voz das forças armadas, o major general Achmad Riad, afirmou que “hoje serão maximizados os esforços” para encontrar o submarino.

Até ao momento não foram detetados sinais de vida do submarino desde que se perdeu o contacto com a sua tripulação.

Esta sexta-feira, um total de 24 navios da marinha indonésia e outras embarcações, assim como um avião de patrulha, estão mobilizados para as operações de busca. Um navio de guerra australiano equipado com um sonar e um helicóptero devem chegar ao local das buscas ainda hoje. Nos próximos dias, um segundo navio australiano, bem como navios de Singapura e Malásia devem juntar-se aos esforços indonésios.

O foco das operações centra-se numa área onde esta quinta-feira foi avistado um derramamento de petróleo, isto apesar de não haver provas conclusivas de que o petróleo seja proveniente do KRI Nanggala-402.

Ontem, o almirante Yudo Margono especulou que o derramamento poderia ter sido provocado por uma fissura no tanque de combustível, o que poderia ser um dos motivos para o submarino se ter afundado. Mas também admitiu que o combustível podia ter sido libertado de forma propositada pela tripulação para reduzir o peso do submarino e fazer com que emergisse.

A marinha também teme que o navio possa ter afundado a uma profundidade entre os 600 e os 700 metros. Uma profundidade na qual a pressão de água seria superior ao que o casco do submarino pode suportar. O limite para o casco do KRI Nanggala-402 são os os 200 metros de profundidade.

Esta quinta-feira, num discurso ao país, o presidente indonésio, Joko Widodo, afirmou que deu ordens para serem feitos todos os esforços para localizar o submarino. “A nossa principal prioridade é a segurança dos 53 elementos da tripulação. Familiares dos tripulantes, compreendo os vossos sentimentos e estamos a fazer o nosso melhor para salvá-los”, frisou.

Leia Também: Navios de guerra e 400 pessoas procuram submarino indonésio desaparecido

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório