Meteorologia

  • 13 MAIO 2021
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 22º

Edição

Rússia considera "uma provocação" a expulsão de diplomatas russos

A Rússia definiu hoje como uma "provocação" a decisão da República checa de expulsar 18 diplomatas russos, acusados de espionagem, enquanto Praga admite reduzir de forma permanente o número de funcionários russos acreditados no país.

Rússia considera "uma provocação" a expulsão de diplomatas russos
Notícias ao Minuto

13:52 - 19/04/21 por Lusa

Mundo Conflito

"Estamos totalmente em desacordo, e de forma categoria, com semelhantes conclusões", declarou aos media o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, considerando que se trata de "uma provocação e de um ato hostil".

No sábado, as autoridades checas anunciaram a expulsão de 18 diplomatas russos, que os serviços de informações checos consideram envolvidos na sabotagem de um depósito de munições que provocou dois mortos em 2014.

A Rússia retaliou no domingo ao considerar 'persona non grata' 20 funcionários da embaixada checa em Moscovo, e que devem deixar o país até ao final do dia de hoje.

Este anúncio foi feito pelo ministério russo dos Negócios Estrangeiros após a convocação do embaixador checo em Moscovo, Vitezslav Pivonka.

A porta-voz da diplomacia russa, Maria Zakharova, denunciou hoje as acusações "fabricadas à pressa", e destinadas em particular a desviar a atenção dos "problemas acumulados nos países da União Europeia e no ocidente em geral".

"Sem dúvida, são os Estados Unidos que estão por detrás de tudo isto", afirmou durante uma intervenção na cadeia televisiva pública Rossia1.

Ainda hoje, e numa reação à expulsão dos vinte funcionários checos, o Governo de Praga admitiu reduzir de forma permanente o pessoal diplomático russo acreditado no país da Europa central.

Em conferência de imprensa transmitida pela televisão, o ministro do Interior, Jan Hamacek, que assume interinamente a pasta dos Negócios Estrangeiros, avançou com essa possibilidade após reconhecer que a resposta de Moscovo foi mais dura que a esperada.

"A reação [russa] foi muito forte e, na essência, de uma maior dimensão", resumiu Hamacek. Praga considerou que não se pode equiparar o mesmo número de diplomatas nos dois países, porque a Rússia possui mais do dobro do pessoal acreditado.

Antes das expulsões, a Rússia mantinha na República checa cerca de 140 funcionários nas suas embaixadas e consulados, enquanto Praga contava com cerca de 60 representantes em território russo.

Segundo dados do ministério dos Negócios Estrangeiros checo, a Rússia possuía o dobro dos funcionários em comparação com os Estados Unidos (72) e quatro vezes mais que a China (33).

A saída dos diplomatas russos e dos seus familiares foi agendada para o final desta manhã num voo da Aeroflot em direção a Moscovo.

Nos últimos anos, os serviços de informações checos têm denunciado a presença "sobredimensionada" de pessoal diplomático russo, com alguns dos seus elementos alegadamente envolvidos em ações de espionagem.

Leia Também: Navalny: Rússia adverte cidadãos para participação em protestos ilegais

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório