Meteorologia

  • 22 ABRIL 2021
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 20º

Edição

Número de suicídios nos EUA caiu quase 6% no ano passado

O número de suicídios nos EUA caiu quase 6% no ano passado durante a pandemia de coronavírus, o maior declínio anual em pelo menos quatro décadas, de acordo com dados preliminares do governo.

Número de suicídios nos EUA caiu quase 6% no ano passado
Notícias ao Minuto

07:14 - 09/04/21 por Lusa

Mundo Covid-19

Continuam a chegar certidões de óbito e os números podem aumentar. Mas as autoridades esperam uma queda substancial, apesar das preocupações sobre a possibilidade de a covid-19 levar a mais suicídios.

É difícil dizer exatamente a razão pela qual as mortes por suicídio baixaram tanto, mas um dos motivos pode ser um fenómeno observado nas fases iniciais das guerras e desastres nacionais, consideraram alguns especialistas citados pela Associated Press.

"Há uma fase de heroísmo em cada época de desastre, quando estamos unidos e a expressar muitas mensagens de apoio, de que estamos nisto juntos", disse Christine Moutier, médica chefe na Fundação Americana para a Prevenção do Suicídio.

"Vimos isso pelo menos nos primeiros meses da pandemia", afirmou a médica.

Um aumento da capacidade de atendimento telefónico dos serviços de saúde e outros esforços para controlar o problema do suicídio no país podem também ter contribuído, admitiu.

Os suicídios nos EUA aumentaram continuamente desde o início de 2000 até 2018, quando a taxa nacional de suicídio atingiu o nível mais elevado desde 1941.

Em 2019, a taxa finalmente desceu ligeiramente, o que os especialistas atribuem ao aumento dos rastreios de saúde mental e outras medidas de prevenção do suicídio.

O número caiu ainda mais no ano passado, para cerca de 45.000, revelaram os Centros para o Controlo e Prevenção de Doenças num relatório recente.

Foi o número mais baixo de suicídios nos EUA desde 2015.

Muitos temeram que o progresso pudesse terminar quando surgiu a covid-19.

A pandemia provocou uma onda de encerramentos de negócios. Milhões de pessoas foram obrigadas e ficar em casa, muitas delas sozinhas. Nos inquéritos, mais americanos reportaram depressão, ansiedade e uso de drogas e álcool.

A acrescentar a esta perigosa mistura, a compra de armas de fogo subiu 85%.

Mas a primavera passada registou mesmo o maior declínio nos números do suicídio do ano, disse Farida Ahmad, do CDC, autora principal de um recente relatório publicado no Journal of the American Medical Association que detalha a diminuição de casos.

O suicídio era a décima causa de morte no país, mas passou a 11ª em 2020.

Isto deve-se sobretudo à chegada da covid-19, que matou pelo menos 345.000 norte-americanos e tornou-se a terceira causa de morte no país.

Leia Também: EUA com 999 mortos e 80.823 casos de Covid-19

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório