Meteorologia

  • 23 ABRIL 2021
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

Regulador eslovaco questiona composição de lote da vacina Sputnik

O regulador de medicamentos eslovaco afirmou hoje não ter sido capaz de determinar a segurança de um lote da vacina russa Sputnik V contra a covid-19 entregue a Bratislava em março, expressando dúvidas sobre a respetiva composição.

Regulador eslovaco questiona composição de lote da vacina Sputnik
Notícias ao Minuto

15:26 - 08/04/21 por Lusa

Mundo Covid-19

Estado membro da União Europeia (UE), com 5,4 milhões de habitantes, a Eslováquia está a debater-se com uma das taxas de mortalidade associada à covid-19 das mais elevadas do mundo.

O ex-primeiro-ministro eslovaco Igor Matovic foi forçado a renunciar na semana passada no meio de um escândalo sobre a compra apressada de dois milhões de doses da vacina russa, que ainda não recebeu "luz verde" da Agência Europeia de Medicamentos (EMA). 

"Os lotes da vacina [Sputnik V] usados em testes pré-clínicos e nos estudos clínicos publicados na revista Lancet não têm as mesmas características e propriedades que os importados para a Eslováquia", referiu o Instituto Nacional de Controle de Medicamentos (SUKL) da Eslováquia, num comunicado.

"Apenas o nome o liga às vacinas Sputnik V usadas em cerca de 40 países em todo o mundo. Com base apenas em testes laboratoriais, não é possível concluir sobre a eficácia e segurança em humanos" do lote enviado para a Eslováquia, acrescentou o instituto, indicando que o fabricante da vacina não respondeu ao repetido pedido de fornecimento de dados sobre a composição das primeiras 200.000 doses importadas.

Em fevereiro passado, a revista Lancet indicou que a vacina Sputnik V tinha 91,6% de eficácia, dissipando dúvidas sobre a confiabilidade do fármaco.

Matovic, que, apesar de se ter demitido do cargo, permanece no Governo como vice-primeiro-ministro, viajou hoje para Moscovo para analisar a questão com as autoridades russas.

"As minhas discussões estarão centradas na vacina, já que há esforços sistemáticos para impedir o uso da Sputnik V na Eslováquia", escreveu Matovic na rede social Facebook.

A vacina russa divide os vários países do antigo Bloco de Leste, antes dependentes de Moscovo, com alguns a considerarem-na "uma dádiva do céu" e outros como uma "ferramenta de propaganda" do Kremlin.

A Eslováquia anunciou hoje 1.576 novas infeções nas últimas 24 horas, acumulando 368.470 casos de contágio de covid-19 desde o início da pandemia.

O novo coronavírus provocou a morte a 10.322 infetados, incluindo já as 79 registadas nas últimas 24 horas.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.890.054 mortos no mundo, resultantes de mais de 133 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Leia Também: Covid-19: Região alemã da Baviera vai encomendar vacina russa Sputnik V

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório