Meteorologia

  • 17 ABRIL 2021
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

EUA aceita retirar militares que ainda mantém no Iraque

Os Estados Unidos aceitaram hoje, durante uma reunião com as autoridades iraquianas, retirar os últimos militares norte-americanos que ainda permanecem no Iraque, destacados para combater o grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI).

EUA aceita retirar militares que ainda mantém no Iraque
Notícias ao Minuto

20:59 - 07/04/21 por Lusa

Mundo Iraque

"[Os dois países] confirmaram que a missão dos Estados Unidos e das forças da Coligação evolui para uma missão de formação e de assessoria, permitindo, assim, a redistribuição de qualquer força de combate remanescente no Iraque, dentro de um calendário a definir em futuras discussões técnicas", lê-se num comunicado conjunto divulgado após uma reunião por videoconferência.

A decisão ocorre num momento em que as forças norte-americanas no Iraque são quase diariamente alvo de foguetes atribuídos a grupos paramilitares xiitas ligados a Teerão. 

Mas o Presidente norte-americano, Joe Biden, por uma vez de acordo com seu antecessor Donald Trump, está a tentar retirar as tropas dos Estados Unidos do Iraque e também do Afeganistão.

Nos últimos meses do mandato, Trump ordenou a retirada das forças norte-americanas do Iraque e do Afeganistão. 

A 15 de janeiro desde ano, o total de militares norte-americanos nos dois países era de cerca de 2.500.

O ex-Presidente norte-americano Barack Obama, de quem Joe Biden foi vice-Presidente, já tinha ordenado a retirada total do Iraque, mas acabou por reenviá-las para combater a vasta ofensiva do EI.

"A transferência das forças norte-americanas e internacionais para ações de formação e de assessoria para as Forças de Segurança do Iraque (ISF, na sigla em inglês)) reflete o sucesso da parceria estratégica e garante o apoio para os esforços contínuos das ISF para garantir que o EI nunca mais possa ameaçar a estabilidade de Iraque", lê-se na nota conjunta.

Por seu lado, o Iraque comprometeu-se a proteger as bases militares onde as forças sob o comando norte-americano estiverem presentes.

A este respeito, Washington especificou esses militares que permanecerão em solo iraquiano "apenas para apoiar os esforços do Iraque em sua luta contra EI".

Leia Também: Abatidos dois 'rockets' que visavam base americana no Iraque

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório